Dr. Adriano Leonardi

Artigos

Artrose do joelho: causas, diagnóstico e tratamentos

A artrose é uma doença de caráter inflamatório e degenerativo das articulações (juntas) do organismo, marcada pelo desgaste das cartilagens que revestem as extremidades ósseas, causando dor e podendo levar a deformidades. As articulações mais acometidas pela artrose são as que suportam peso, como a coluna vertebral, os quadris e os joelhos. A doença é também conhecida como osteoartrose ou ostetoartrite (EUA).


Com o envelhecimento da população mundial, a artrose do joelho tem se tornado cada vez mais comum. Muitos fatores estão relacionados com o seu aparecimento e seu desenvolvimento, dentre eles o envelhecimento, excesso de peso ou de trabalho na articulação acometida, exercícios que exijam impacto repetitivos sobre a articulação (como saltos), história familiar e tabagismo. Seu impacto econômico é enorme, graças à incapacidade que provoca nos pacientes. Encontram-se evidências de artrose em alguma articulação na maioria das pessoas acima dos 65 anos. Mais de 80% daqueles acima dos 75 anos são acometidos pela artrose, ou seja, a prevalência da doença aumenta com a idade. Mulheres têm aproximadamente o dobro de propensão em comparação com os homens, e tratando-se de mulheres negras, essas têm o dobro de propensão à artrose no joelho em comparação com mulheres brancas. Diferenças raciais existem tanto para a prevalência da artrose quanto para os tipos de juntas acometidas. Ignora-se, porém, se essas diferenças são genéticas ou devido ao uso das juntas conforme o estilo de vida de cada grupo étnico.

Quando não tem uma causa identificável, classifica-se a gonartrose como primária. Quando há uma causa identificável, diz-se que é secundária. As causas são numerosas.  O excesso de peso é certamente um fator que favorece.  Uma anomalia de eixo dos membros inferiores (genu varum ou  genu valgum) pode igualmente conduzir a um desgaste da cartilagem. Doenças inflamatórias, doenças ósseas (osteonecrose), ou ainda as sequelas  de fraturas ao redor do joelho podem ser responsáveis pela gonartrose. Pacientes com lesões crônicas de menisco e ligamento também tem um índice aumentado de desenvolver artrose a longo prazo.

 

+ PRÓTESE DO JOELHO – quem deve ser submetido?

 

Por que ocorre mais na mulher?

A estrutura mecânica do ortostatismo e da marcha humana assenta na posição vertical das tíbias. Os eixos de movimento das duas superfícies articulares tibiais, uma proximal para o fémur, outra distal para o astrágalo, são paralelos entre si e paralelos ao solo. As superfícies são, também, convenientemente perpendiculares à transmissão das cargas, constituindo assim uma coluna perfeita.

Se o ponto de aplicação das cargas for excêntrico, qualquer coluna é solicitada em flexão e pode ser destruída por fractura. Isso é importante para o caso das tíbias porque no tipo de marcha humana, quando apenas um pé e o outro avança (fase de apoio monopodálico) o peso do corpo ficaria medial e excêntrico ao eixo da tíbia que apoia, solicitando-a fortemente em flexão, se não existissem importantes mecanismos de recentragem de carga. Um desses mecanismos é dinâmico, obtido pela acção do músculo tensor da fáscia lata. Outro é estático ou anatómico. Deriva da inclinação para dentro das diáfises femurais, que assim colocam os joelhos e tíbias o mais próximo possível do eixo das cargas geradas pelo peso do corpo. Na mulher, devido à maior largura da bacia (uma vantagem obstétrica), as diáfises femurais fazem um ângulo maior que no homem com a vertical (em média, 17º na mulher e 14º no homem). O ângulo que a diáfise do fémur tem de fazer desde a bacia até ao joelho é, por isso, tanto maior quanto mais larga for a pélvis. Como o quadricípete se insere ao longo dos eixos das diáfises femurais, actua sobre a rótula, forçando ligeiramente a luxação externa. Os valores do ângulo da diáfise femural, ângulo Q, superiores a 20º são manifestamente anormais, produtores de uma tendência luxante patológica.

 

O que se sente?

A dor  ao nível do joelho geralmente é o primeiro sintoma da artrose. Essa dor é de caráter progressivo. Acentua-se com a atividade física (degraus, subida e descida de escadas, esportes de contato e movimentos repetitivos) e é diretamente proporcional ao excesso de peso. No início dos sintomas o repouso alivia os sintomas.

artrose do joelho

É a dor, em geral, que conduz o doente a procurar o médico. O joelho inchado (derrame articular) é o segundo sintoma. O responsável por esse edema é o processo inflamatório da membrana sinovial (membrana que recobre a articulação do joelho). Essa reage à presença dos restos cartilaginosos produzindo um líquido viscoso e amarelado. Logo que o edema sinovial torna-se importante, a pressão criada acentua as dores que podem ser sentidas pelo doente na parte posterior do joelho. Outro sintoma marcante é a perda progressiva do movimento. Nas gonartroses avançadas, a  deformidade do membro inferior é o terceiro sintoma. As deformidades podem ser em varo (joelho cambota) ou valgo ( joelho em “x”). Estes sintomas vão progressivamente impedir o doente ande normalmente. A utilização das bengalas pode tornar-se indispensável.  A rigidez articular pode ser o sintoma mais tardio.

 

Fatores que aumentam o risco de desenvolver artrose do joelho:

  1. Hereditariedade: há algumas evidências que mutações genéticas podem tornar um indivíduo mais propenso a artrose do joelho
  2. Peso: o peso aumenta as pressões nas articulações, como no joelho.
  3. Idade: a cartilagem sofre alterações na sua resistência como qualquer tecido do corpo humano com o passar do tempo.
  4. Sexo: mulheres com mais de 50 anos de idade são mais propensas do que homens.
  5. Trauma: lesão prévia no joelho, incluindo lesões esportivas, podem levar a artrose do joelho.
  6. Esportes de alto impacto: jogadores de elite do futebol, corredores de longa distância e jogadores de tênis têm um aumento do risco de desenvolver artrose do joelho.
  7. Outras doenças: episódios repetidos de gota ou artrite séptica, doenças metabólicas e algumas condições congênitas podem também aumentar o risco de desenvolver artrose do joelho.

 

Prevenção

1A artrose pode ser prevenida através da adopção de hábitos saudáveis, tais como, vigiar o peso, fazer uma dieta variada e equilibrada, mudar de postura com frequência, tentando-se evitar aquelas que sobrecarregam as articulações. A prática de exercícios suaves, tais como, caminhar, nadar, pedalar e fazer ginástica a um ritmo moderado também contribuem para a prevenção.

 

Exames necessários

O médico em geral solicita exames de laboratório para afastar a possibilidade de haver outros tipos de reumatismo. Auxiliam na exclusão de outras doenças articulares. Não há um exame específico para comprovar a presença da artrose.

As radiografias simples são indispensáveis, e até os dias atuais ainda permanecem sendo os melhores exames para diagnosticar e graduar (classificar) as artroses. Devem ser realizadas com apoio, fornecendo ao examinador uma imagem real do desgaste que se reproduz durante a marcha (caminhada). O Rx  permitem visualizar o  pincamento articular (diminuição do espaço entre os ossos). A radiografia anteroposterior (AP) com apoio pode visualizar uma  artrose fêmoro tibial interna (medial)   ou  externa (lateral). É necessário também estudar a articulação fêmoro patelar com vistas em perfil e axiais. A artrose fêmoro patelar isolada é rara e acompanha-se de dores que incapacitam à subida e descida de escadarias.

Outros exames de imagem como a tomografia computadorizada, a ressonância magnética e o ultra-som auxiliam no diagnóstico diferencial de lesões por outras doenças reumáticas, mas pouco informa sobre a artrose nos estudos de rotina.

 

Tratamento

O tratamento da artrose do joelho tem como objetivos: 

aliviar os sintomas como a dor, o inchaço e a dificuldade para mobilização,  impedir a piora da doença e corrigir as deformidades, quando estas já tiverem se instalado.

 

Medicações

Para aliviar os sintomas, podem ser administrados medicamentos como analgésicos e anti-inflamatórios e empregar-se a fisioterapia e hidroterapia, que promovem melhora da dor tanto pelo uso de técnicas anti-inflamatórias quando pelo fortalecimento e alongamento musculares, protegendo assim as articulações e estimulando sua movimentação, evitando a rigidez articular.

Atualmente, existem medicamentos que além de aliviarem os sintomas, também chamados de modificadores da doença. contribuem para impedir a piora do desgaste, como a administração isolada ou associada da condroitina e glucosamina, e o extrato insaponificável de abacate e soja. Estes medicamentos devem ser tomados a longo prazo, sempre mediante prescrição médica. 
Embora muito anunciados pela industria farmacêutica e absurdamente caros no Brasil, a maioria destes remédios ainda não tem comprovação cientifica. Apenas a glicosamina, pesquisada há mais tempo parece reduzir o fenômeno de sinovite com inchaços no joelho.

 

Viscos suplementação ou infiltração do joelho com ácido hialurônico

Medical: Syringe

O líquido sinovial do joelho, que é produzido e renovado continuamente por uma membrana que reveste o joelho (membrana sinovial), é responsável pela lubrificação e proteção da cartilagem articular, e, como um óleo lubrificante de automóvel, é bem viscoso e elástico. Estudos recentes demonstraram que este líquido perde sua propriedade viscosa nos joelhos com artrose, tornando-se fino, deixando assim de proteger e facilitando o desgaste da articulação.

Nos casos de artrose leve a moderada, é possível a reposição das propriedades do líquido sinovial por meio da injeção dentro do joelho de um líquido desenvolvido em laboratório, que traz novamente a viscosidade normal, protegendo a cartilagem e melhorando a dor e a mobilidade articular. Esta terapia é chamada viscosuplementação, e tem as vantagens de poder ser aplicada pelo médico no próprio consultório, com desconforto mínimo, semelhante à aplicação de uma injeção no músculo. O efeito dura em média de 8 meses a um ano, dependendo do grau da artrose em cada paciente.

 

+ O que a ciência diz sobre a infiltração articular com ácido hialurônico (visco-suplementação)

 

Tratamento cirúrgico

Nos pacientes com dores incapacitantes, que não pode ser controlada com as medidas mais simples relatadas, incluindo diminuição das atividades e do peso corporal, quando a artrose do joelho já alcançou um grau avançado com desgaste total da cartilagem, ou quando já existe uma deformidade com desvio do joelho (“perna torta”), pode haver a necessidade de tratamento com cirurgia.

As duas mais cirurgias realizadas são  osteotomia e  a artroplastia total ou parcial do joelho (prótese do joelho).  A osteotomia do joelho corrige o eixo do membro inferior de forma a equilibrar o peso do paciente sobre o compartimento oposto cuja cartilagem é sã.  A prótese total do joelho substitui, em contrapartida, a cartilagem destruída.

 

 

Importante: O conteúdo deste artigo é meramente informative e nao substitui uma consulta médica.Diagnósticos de lesões e opções de tratamento variam de pessoa para pessoa e dependem de fatores como sexo, idade, ocupação, etc, e portanto não devem ser generalizados. Consulte sempre seu médico. As informações deste site não devem ser utilizadas para auto-diagnóstico ou auto-tratamento.

 

dr-adriano-leonardi-especialista-do-joelhoDR. ADRIANO LEONARDI

Médico ortopedista especialista em traumatologia do esporte e cirurgia do joelho. Médico e fisiologista do esporte. Presidente da Sociedade Brasileira de Medicina de Ambientes Remotos e Esportes de Aventura. + Conheça o Profissional

Comente

99 comentários

  1. ana maria rosso de oliveira

    ótima…..me tirou várias dúvidas ………estou começando tratamento dos joelhos ,várias pessoas de minha família sofrem com este problema, uma tia fez vários tipos de tratamentos mas sem sucesso,o que deu certo mesmo foi um tratamento feito a base de celulas tronco, hoje está muito bem, sem dores……….será este o melhor.

    Responder
  2. João Aparecido Nito

    Estou com artorse nos dois joelhos e aguardando uma cirurgia, as dores são costantes, ja diminui 17 kilos e fiz todos os tratamentos possíveis mais o problema é a idade os médicos acham que com 52 anos é muito cedo para colocar as proteses e ai a dor continua nem o tylex e o tramal resolvem. O que fazer?

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Joao.
      Existem varios niveis de artrose e diversos tipos de tratamento, desde fisioterapia, infiltraçao, cirurgia de osteotomia e a protese de joelho.
      Nao consigo te dar minha opiniao sem te examinar e ver teus exames. Mas, se realmente houver indicaçao absoluta de protese total de joelho, a idade isoladamente nao é contra-indicaçao. Eu mesmo ja fiz varias próteses em pacientes mais jovens, principalmente em portadores de artrite reumatoide. O que o paciente tem que ter em mente é que pode haver desgaste precoce do material e uma nova cirurgia (cirurgia de revisao) pode ser necessaria em 20 a 30 anos, principalmente em pacientes do sexo masculino, devido `a maior força muscular.

      Responder
      • Flavio Bueno

        Boa tarde Dr. Adriano

        Qual a sua opinião sobre o tratamento de artrose dos joelhos com células tronco?

        Grato

        Flávio Bueno

        Responder
        • Dr. Adriano Leonardi

          Flavio, o tratamento de artrose com cels tronco ainda encontra-se em estudo e, atualmente, tanto no Brasil quanto nos EUA é proibido fazer a cultura e implanta-la no paciente. Ao meu ver, essa será a grande saida do futuro.
          No momento, o que fazemos é potencializar a migraçåo das cels tronco da medula ossea atraves das cirurgias de micro-fraturas osseas associadas ao plasma rico em plaquetas.

          Responder
      • Paulo

        Olá dr, me tira uma dúvida, tenho 29 anos e fiz exame de imagem no meu joelho direito e deu artrose, minha perna e um pouco “zambeta”.
        Queria saber se com a prótese eu consigo jogar em alto nivel, dou atleta profissional de futebol.. me responda por favor

        Responder
        • admin

          Oi, Paulo.
          Vc é muito jovem para ter artrose no joelho. Melhor rever seu diagnostico.
          Uma vez instalada uma prótese parcial ou total de joelho, esportes de contato como o futebol sao contra-indicados.

          Responder
      • Andreza

        Gostari de saber se quem tem artrose pode fazer musculação?

        Responder
        • Dr. Adriano Leonardi

          Muito boa pergunta.
          Depende do grau da doença, da localização e da função muscular.
          Aqui na minha clinica, sou eu quem oriento o treino, angulares de proteção, tipo de contração muscular, etc.
          A mesma musculação que pode beneficiar muito o paciente pode também piorar e muito a função do joelho.

          Responder
  3. Daici Zappa

    Parabéns pela matéria !!!!!!!!!!!!
    Ao colega, necessito urgente , após essa leitura, de uma consulta pessoalmente
    Por favor ,endereço do consultório, meios de contato
    grata
    um abraço
    Daici

    Responder
  4. marcos jose de melo

    GOSTARIA DE MARCAR UMA CONSULTA PARA AVERIGUAÇÃO DO MEU PROBLEMA NO JOELHO

    Responder
  5. gildete

    gostei muito dessa matéria, pois conheço varias pessoas que estão nessa situação…
    obrigado DOUTOR Adriano, por ter sido tão claro, sobre esse artigo…

    Responder
  6. Regina

    Tenho minha tia de 88 anos, muito cheia de energia. Vive sozinha, se cuida muio bem.
    Faz a propria comida, e não dá mole pras dores, mas ultimamente, com as duas pernas rigidas e tortar, não dorme…vivendo com muuuuuita dor. que pena.
    Não diabetes e a pressão completamente controlada. Não há remedio que faça melhorar.
    Estou muito triste. Tentei tudo, tudo e nada melhora essa dor que parece só aumentar.

    Obrigada.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Regina, se ja existe deformidade, provavelmente, a doença deve ser de tratamento cirurgico e talvez a protese total de joelho seja a melhor opçao.

      Responder
  7. cleusa de moura zuanette

    e isso ai eu tb tenho eo tratamento e esse mesmo tomo odos esses remedios e e o que melhoro um pouco mais e demorado muito obrigado

    Responder
  8. Lourdes G. Rodrigues

    Dr. Adriano, já coloquei uma hemi-prótese no meu joelho esquerdo há 3 anos, mas ainda sinto dores. Agora, o que está me incomodando é o joelho direito, que doi bastante. Gostaria de passar em consulta com o senhor, e gostaria também de saber o valor da mesma, pois os médicos da Ortopedia da Santa Casa de São Paulo são ótimos e tenho receio de não poder pagar valores maiores. Grata Lourdes

    Responder
  9. Priscila Lucena

    Olá Dr. Adriano, gostei muito da matéria, minha mãe tem 62 anos e não sei se ela esta com artrose, já passamos porr vários médicos (SUS) e eles sempre falam a mesma coisa não tem nada, mas minha mãe continua com a dor do joelho, fica muito dificil pra ela andar, se exercitar e ate mesmo ir ao baile que ela tanto gosta, o que se pode fazer pra amenizar a dor?

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Isso dependerá muito do grau da artrose. Mas, em geral, o alivio das dores vem com a fisioterapia, hidroterpia,fortalecimento muscular, infiltraçao e, em alguns casos, somente apos tratamento cirurgico.

      Responder
  10. J. Santos

    Realmente, muito boa a matéria, que abrange as causas e possíveis tratamentos. Estou com problemas sérios no joelho esquerdo, mas já fiz os encaminhamentos para o tratamento, que é a viscosuplementação.

    Responder
  11. Cleber Guzzo

    Olá Dr.Adriano. Tenho 32 anos e a 8 trabalho como carteiro,caminho pelo menos 4 horas todos os dias em ritmo bem intenso e em média uma distancia de pelo menos 10Km. Na cidade em qual trabalho o relevo é bem acentuado com muitas subidas e descidas,á cerca de um ano e meio comecei a sentir dores no joelho que foram amentando progressivamente , principalmente ao descer e ao flexionar os joelhos.Realizados alguns exames ficou constatado que estou com artrose e condro malacea patelar em ambos os joelhos.Desde então comecei a intensificar o fortalecimento muscular , alongamentos e juntamente com fisioterapia as dores acabaram parando.Inicie recentemente sessões de RPG o que tem me ajudado.Já havia marcado procedimento cirúrgico para a realização de uma vídeo artroscopia e limpeza da cartilagem afetada, porem como as dores passaram estou em duvida quanto a realização do procedimentos.Gostaria de sua opinião á respeito.

    Desde já agradeço!!

    Responder
  12. Ricardo

    Olá Dr. Tenho 52 anos e pratico triathlon, foi constatado que tenho leve artrose no joelho e no pé esquerdo, tomo o medicamento Diacereina, notei na materia acima, meciona a condroitina e glucosamina, mas não a diacereina, o senhor teria opinião formada referente a este medicamento, grato pela atenção

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Ricardo, a literatura é pobre em estudos da diacereina. A Glicosamina parece prevenir as reaçoes inflamatorias das artculaçoes com artrose. Por isso tem tido um uso mais amplo entre ortopedistas.

      Responder
  13. maria aparecida silva rocha

    Olá Dr. sou aparecida moro muito distante de são Paulo,que é no interior do no Nordeste e gostei muito dessa entrevista, porque eu tenho 45 anos e já sofro com artrose. Quais são os exercícios que eu possa fazer para melhorar as dores?

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Sra. Aparecida,
      Os exercicios indicados para quem tem artrose sao feitos na agua ou no solo com baixo impacto.
      Mas, isso tem que ser discutido e prescrito por seu médico.

      Responder
  14. claudia

    dr Adriano bom dia! gostaria de saber se o senhor atende no rio de janeiro?
    minha mãe esta em crise com artrose no joelho ,esta com as pernas igual a uma tesoura e sente muita dor,usa meia especial para apertar e faz fisioterapia,mas ela disse que não esta resolvendo muito.ela é muito alergica e não pode tomar nenhum medicamento, só tylenol para dor.se ela tomar outro medicamento ela incha toda.por favor se você tiver consultorio no rio ou melhor ainda trabalhar em algum hospital publico no rio,porque não temos condição.poderia me passar o endereço,para ela se consultar com o senhor.ela sofre muito ,pois trabalha em creche tomando conta de 21 criança e aonde mora é rua alta sobe e desce escada,imagina o sofrimento dela,por favor me de uma informação do seu consultorio para ela se curar.obrigada!

    Responder
  15. Cacilda

    Dr. Adriano, muito obrigada pelas informações; esclarecimentos excelentes. O Sr. me direcionou para a prática dos exercícios que eu tinha medo de realizar, pois achava que iria me trazer mais dores. Parei com Pilates, pois com alguns exercícios sentia dores fortes, aí busquei suas orientações. Em breve marcarei uma consulta com o Sr. Obrigada.

    Responder
  16. Liana

    Dr. Adriano, tenho artrose avançada no joelho direito, ja diagnosticada por varios ortopedistas (inclusive um da Santa Casa) que só recomendam glucosamina e condroitina (que já tomo ha varios anos. A cartilagem está quase que totalmente desgastada. Gostaria de um implante de celulas tronco para refazer a cartilagem, pois sinto muitas dores, não posso dobrar o joelho e todos os medicos indicaram não subir nem descer escadas, ladeiras etc. Moro num bairro cheio de ladeiras e preciso fazer caminhadas. Tenho 64 anos. O sr. faz esse tipo de tratamento?

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Sra Liana,

      O uso de celulas tronco nao esta liberado no Brasil e nos EUA. O que tenho feito com excelentes resultados é o uso de plasma rico em plaquetas.

      Responder
  17. Aliete Nascimento

    me interessei pela matéria pois descobri Q tenho artrose no joelho esquerdo através de um raio X,e fui encaminhada a um ortopedista.No meu caso eu acho Q surgiu a artrose,dpois de um acidente de moto Que sofri em 2009,na época eu tive trauma no joelho,e o ultrasson apontou um “derrame” no joelho. Já fazia mto tempo Q eu naum sentia incomodo,mas de dois dias pra cá não consiguia firmar a perna no chão e eu tinha mta dor,aí procurei um pronto socorro,e veio o diagnóstico de artrose.Eu li na matéria que tem medicamentos pra aliviar a dor, e fisioterapia também ajuda mto ne? Mas a artrose tem cura??

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Aliete.
      A artrose devido a lesao de ligamentos decorrente de acidentes tem como ser “freiada” apos a estabilizaçao do joelho que, em geral é feita por cirurgias de reconstruçao ligamentar.

      Responder
  18. vanderleia alves dos santos

    OBRIGADA DR ADRIANO A MATERIA FOI MUITO UTIL AOS MEUS ESTUDOS….

    Responder
  19. walace

    ola Doutor materia excelente, pessoas com pernas geno valgo podem com o tempo ter um aumento nesse desvio?

    Responder
  20. julia solaz

    Dr.Adriano
    Ao ler sobre as informações dessa doença fiquei triste de saber que a medicina avança tanto em
    determinadas doenças e na Artrose ainda temos que conviver com dores horríveis.
    Sou professora trabalho até 40 horas semanais .deito e levanto com dor.E por incrível que pareça
    trabalho com dor.Tomo meus remédios todos os os dias mas nada acontece.Meu caso é os joelhos ,sendo que o esquerdo é o pior,doi muito.E tem um grande inchume.estou sempre lendo maiores informações,talvez uma hora apareça algo surpreendente para aliviar a dor.
    Um grande abraço.julia

    Responder
  21. Luciana Souza

    Dr. Adriano Leonardi parabéns pelo excelente artigo. Tenho 27 anos e a 5 descobri que tinha condromalacia patelar (resolvida com fisioterapia) e artrose no joelho direito. Na época tinha sobrepeso, porém já estou no peso ideal (1,60 cm e 53 kg), treino pesado (aeróbico e musculação) e foi através deste treino que eliminei meus quase 20 kg em 1 ano e meio. E depois de tanto tempo passei a sentir dor no joelho novamente, assim como sinto ‘uma areia’ quando dobro a perna, sintomas que sentia lá no inicio do tratamento. Fiz tratamento com artrolive, porém quando paro de sentir dor, paro de medicar. Minha médica me receitou novamente este medicamento. Qual sua opinião sobre o artrolive?
    Obrigada pela atenção.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      A Glicosamina, assim como outros suplementos esta em estudo. O que se sabe é que reduz a recorrencia da sinovite (inflamaçao da membrana que recobre o joelho). O problema é que é passada a muitos pacientes que nao precisam tomar e o preço aqui no Brasil, assim como de outros medicamentos é abusivo.

      Responder
  22. edyna marques

    gosteo; NAO SABIA NADA SOBRE ARTROSE AGORA SEI UM POUCO , FIQUEI MUITO ASUSTADA. . ISSO E TERIVEL SOCORRROOOOO!!

    Responder
  23. LUCIANA SILVEIRA

    olá DR. tenho 36 anos , e fiz uma osteotomia de fémur , tenho dores orriveis e artrose ,gostaria de saber com que idade posso colocar a protese de joelho .

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Dependendo do grau de artrose do joelho, a idade nao é um fator limitante para se realizar uma protese total de joelho.

      Responder
  24. Neide Bonome

    Dr. Adriano,
    Muito esclarecedora suas explicações tanto na matéria quanto nas respostas das leitoras.
    Tenho 47 anos, obesa (na fila da Santa Casa para redução do estomago) e fui diagnosticada com artrose nos 2 joelhos.

    Responder
  25. jair rojas

    faco tratamento com pilates e e um sucesso. obrigado, jair.

    Responder
  26. António mariano

    Caríssimo dr Adriano.
    O senhor sabe que o tratamento pelas células tronque ou fator de crescimento,( PRP) está mais do que comprovado e estudado. O que não está é autorizado pelos governos de Brasil e Portugal, desde 2007, acordo feito por Sócrates e Lula para receberam benesses dos laboratórios que perderiam milhões em medicamentos que nada fazem. O senhor dr. Ariano, sabe que Ronaldo e muitos outros atletas são tratados com o FATOR DE CRESCIMENTO, e para esses já houve autorização. Se era aplicado antes de 2007 , porque razão deixou de ser credível depois disso? Quando se sabe cada vez mais dessa técnica, que mesmo simples era usada em África , Angola para curar muitas doenças em 1950. O senhor sabe que há vários professores a fazerem esse tratamento sem serem autorizados e não se sabe que haja uma única rejeição . O senhor dr Adriano também sabe que na Alemanha essa cura está autorizada e ainda bem, pois há muitas pessoas do Brasil que a vão fazer lá. Há pouco tempo, o Presidente do Tribunal de Justiça, do Brasil , fez esse tratamento na Alemanha. Desculpe dr Adriano, estudos há e bastantes, o que não há é vontade política de pôr os interesses da saúdo de uma nação acima dos interesses dos laboratórios que alimentos muitas gente com benesses.
    Este, infelizmente , é o ponto de vista de muita gente e também a minha, que tenho uma gonartrose e pretendo tratá-la com todos os meios, mas não com uma cirurgia, para evitar a ficar a andar de muletas, como vejo muita gente todos os dias.
    O meu obrigado e desculpe este desabafos sinceros de Portugal
    Antunano

    Responder
  27. sebastião luciano

    Bom dia drº Adriano gostaria de saber se você também faz tratamento de desgaste da bacia onde minha mãe vem sofrendo com dores constantes na região da bacia e agora também no joelho gostaria dessa informação para poder levar ela até ai em seu consultório minha mãe já é idosa tem 71 anos será que com cirurgia ele consegue se recuperar Drº Adriano ???

    Responder
  28. Luciane Lessa

    Dr. Adriano,
    Sou de Parauapebas/PA, fiquei muito feliz por tê-lo encontrado e por poder dividir sua experiências/ informações para com todos, parabéns pelo trabalho! Assim como muitos sofro de problemas nos joelhos e as suas indicações fortaleceram minha pesquisa para minha cura ou melhora.
    Muito obrigada, parabéns!

    Cordialmente,
    Luciane Lessa

    Responder
  29. rosangela

    Muito bom seu esclarecimento sobre artrose..parabens..

    Responder
  30. Maria de Fátima Rocha Rosa

    Há quatro anos tenho convivido com dores nas articulações do joelho e há três meses descobrir que tenho artrite e as dores após o tratamento melhoraram mas todos os dias sinto dores.
    Gostei muito dessa matéria, ela foi de ajuda satisfatória sobre o assunto. Com ela foi possível saber um pouco sobre essa bênção que hoje faz parte de minha vida.

    Responder
  31. Eduardo Leck

    Bom dia Doutor, parabéns pela matéria publicada.
    Tenho minhas pernas arqueadas (), possuo 40 anos de idade, existe algum tratamento para correção?

    Responder
  32. Sergio R de Castro

    Para uma amiga que esta com este tipo de problema

    Responder
  33. Sergio R de Castro

    Acredito ser de grande auxilio

    Responder
  34. Osnil arruda

    Doutor, boa noite, gostaria de ir a uma consulta com o senhor, apenas me oriente, tenho 51 anos e adoro jogar futebol.
    Devido a uma dor localizada procurei um médico onde iniciarei um tratamento com fisioterapia e infiltrações de um líquido para lubrificar,mas o doutor aconselhou parar com o futebol, procede?

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Ola, Osnil.
      O tel de meu consultório é 11-2507 9021.
      Será um prazer poder te ajudar.
      Quanto ao futebol, só posso dar minha opinião após avaliar o grau de sua doença e sua função muscular.

      Responder
  35. José da Cunha Santos

    1 – A cirurgia de implante de prótese no joelho, possui tempo determinado de duração?.
    2 – A prótese possui prazo de validade determinada ou é por tempo indeterminado, ou seja, há necessidade de fazer cirurgias posteriores para fazer a retirada da prótese e a colocação de uma nova prótese?
    3 – Após a cirurgia, qual será o tempo de recuperação e o retorno as atividades normais?
    4 – Após a cirurgia, uma pessoas “comum”, ou seja, “não atleta” volta a praticar esportes regularmente (futebol, vólei, corrida e outros esportes de impacto)?
    5 – Em média, qual é o valor da cirurgia?

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Respondendo:
      1. Nao existe tempo de duração. Uma prótese de joelho de boa procedência, realizada sem erros técnicos em paciente pouco ativo dura 20 a 30 anos em media. Este é um dos motivos da cirurgia ser indicada em população de 3.a idade.
      2. nao
      3. de 3 a 6 meses, dependendo da saúde e força muscular do paciente antes da cirurgia.
      4. Nao. A pratica esportiva é contra-indicada apos uma cirurgia dessas. Em pacientes muito ativos, indica-se cirurgias alternativas como a osteotomia, artroscopia, etc.
      5. Depende do quanto a equipe medica cobra em honorarios.

      Responder
  36. Claudio Ross da Silva

    Obrigado D.Adriano pelas suas respostas me ajudou a esclarecer algumas duvidas parabens

    Responder
  37. Maria Garcia Rizk

    Fiquei mais informada para iniciar meu tratamento.

    Responder
  38. Rafael Calumby do Nascimento

    Prezado Dr. Adriano,
    Parabéns por essa sua página na Internet, muito pertinente a quem sofre dessas dores no joelho, o meu caso.Quando mais jovem e até aos 59 anos eu praticava corrida de longa distância, quando comecei a sentir algumas dores no joelho direito. Surgiram então, dificuldades ocasionais para praticar o meu exercício predileto e com o passar do tempo ganhei peso e não corri mais. As dores cessaram.Agora aos 75 anos estava eu frequentando uma academia diariamente e estava me sentindo bem e muito feliz quando tive uma crise geral de dores em todas as articulações e cheguei a perder a sensibilidade de alguns dedos das mãos. Abandonei a academia. Aos poucos minhas articulações voltaram ao normal, pois eu passei a exercitá-las de alguma forma, mas não fui ao médico.Agora estou com uma dor constante no joelho direito que me dificulta a marcha para descer ladeiras e/ou degraus, no entanto desenvolvo a marcha subindo rampas sem muita dificuldade.Estou com excesso de peso, 20 kg, e estou com consulta marcada(esperando) no SUS. Moro em Pernambuco e se eu pudesse iria me tratar com o Sr.Aplaudo o seu trabalho informativo, muito esclarecedor. Meu abraço fraterno.

    Responder
  39. kelven Joseph

    Muito boa a matéria, minha esposa tem dores nos joelhos e iremos fazer uma consulta para verificar se realmente é. Obrigado!

    Responder
  40. Marcos Reis

    Doutor quebrei o platô tibial a mais ou menos dois anos e nada foi feito.Existe algum tratamento a ser feito ainda?

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Marcos.
      Se algum degrau tenha ficado sobre a superfície articular e você esteja tendo algum grau de degeneração é passível de tratamento através de osteotomia.
      Para te dizer com certeza, precisaria de examinar e ver seus exames.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar. O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021/2507 9024

      Att

      Dr Adriano Leonardi

      Responder
  41. Rodrigo Dias da Silva

    Boa tarde Dr Adriano,
    todos os dias consulto o nosso google com os dizeres ,” a cura de artrose nos joelhos está próxima”, com a esperança de surgir uma nova forma , que não seja a cirurgia de prótese total , cirurgia esta muito invasiva.
    O sr. acha que num futuro próximo a medicina ortopédica poderia desenvolver algo sintetizado para substituir a cartilagem deteriorada ou algo que se colocasse para encobrir as áreas erodidas dos joelhos ? Meu caso é de artrose tri compartimental ; gostaria de saber tb se a bicicleta sem esforço seria bom para o meu caso ?
    Desde já agradeço .

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Rodrigo.
      a cura da artrose ainda esta longe de ser resolvida. O que temos de novo hoje são artifícios biológicos que conseguem parar ou retardar a progressão da doença.

      Responder
  42. Eliezer Albuquerque Coelho

    Olá Dr Adriano,
    Fiz uma cirurgia de remoção total do menisco discoide lateral quando eu tinha 19 anos. Hj com 34 anos tenho um quadro de osteoartite no joelho e gostaria de saber se existe alguma opção menos invasiva do que uma osteotomia ou prótese. Já li algumas matérias interessantes a respeito de menisco artificial ou algo relacionado. O que é verdade ou mentira nisso tudo e a grosso modo o que seria mais indicado pra mim, lembrando que jogo futebol semanalmente e não gostaria de ter que parar em breve.
    Grato.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Boa tarde, Eliezer.

      Agradeço muito o contato pelo site.
      Entendo a ansiedade que a lesão pode estar te causando, mas fica difícil eu emitir uma opinião sem ver teus exames e te examinar minuciosamente.
      As indicações para o transplante meniscal são muito restritas. O que tem sido feito hoje em dia em casos como o seu é a infiltração com acido hialuronico (viscossuplementação) com resultados animadores.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar. O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021/2507 9024

      Att

      Dr Adriano Leonardi

      Responder
  43. carlos rodrigues

    Parabéns Dr Adriano pelo seu interesse em ajudar ao próximo, Deus o abençõe e guie suas mãos.

    Responder
  44. carlos rodrigues

    completando….
    Espero em breve poder passar em consulta, moro em sjcampos.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Carlos.
      Será um prazer poder te ajudar.

      Responder
  45. Alberto Jonas

    Boa noite Dr. Adriano
    Gostaria de saber qual a diferença entre condromalácia e artrose, e se condromalácia e o inicio de uma artrose.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Alberto.
      A condromalacia é o amolecimento da cartilagem. A artrose pode ser uma evolução da doença coma formação de osteofitos (bico de papagaio), erosões na cartilagem, deformidades e profunda perda de função da articulação.

      Responder
  46. Valdenir Chagas de Oliveira

    Boa tarde, já fiz 5 cirurgias no joelho direito, reconstrução de LCA+Colateral do joelho direito evoluindo com atrose grave, sinto muita dor a noite, que tipo de exercício poderia fazer para amenizar essa dor?

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Valdenir.
      Se o sr tem artrose, o ideal seria avaliar bem as limitações do joelho e a função muscular.
      Os exercícios sao individualizados e prescritos no consultório.
      Talvez o sr seja candidato a viscoscossuplementação.

      Responder
  47. elizete vasconcelos de freitas DAMIANI

    OLA DR. SOU ELIZETE TRABALHO COM MASSOTERAPEUTA TENHO MUITO AMOR E CARINHO POR MEUS PACIENTE ,POR ISSO ENTRE EM SUA PAGINA PARA ME MANTER MAIS INFORMADA DE CERTA DOENÇAS QUE TANTO AFLINGE NOSSOS IDOSOS E CLARO MUITOS JOVENS TAMBÉM.SERA UM GRANDE PRAZER MANTER UM RELACIONAMENTO COM O DR.GOSTEI MUITO DE SUAS INFORMAÇOES.DESDE DE JA MEU MUITO OBRIGADO.

    Responder
  48. Maristela

    Boa noite,Dr. Adriano Leonardi

    Tem uma semana que meus dois joelhos estão doendo, foi ao medico fiz rx o medico falou que é um inicio de artrose, ele passou a medicação estão melhorando. gostei muito da respostas do Sr.
    Muito obrigada

    Responder
  49. Rodrigo Vilarindo

    Olá Dr! Belo texto. Tenho CONDROPATIA PATELAR DISCRETA, conforme RM; E recentemente fiz alguns RXs do joelho e graças a deus o resultado deu tudo ok. Lendo seu texto fico mais tranquilo, pois deduzo que não tenho Artrose. Estou certo? Abraços!

    Responder
  50. Larissa Norah

    Bom Dia,
    Dr. Adriano,
    Quero também, lhe parabenizar pela matéria esclarecedora e sólida. Tenho 30 ano e uma artrose (inicio) nos dois joelhos 🙁 sinto tantas dores… quando subo escadas, chego até a escutar os joelhos estalando 🙁
    Se eu tivesse consciência do QUANTO os nossos joelhos são tão importantes pra nossa qualidade de vida, teria cuidado deles no passado…
    Mais uma vez, obrigada por esclarecer essa questão de utilidade publica.
    Abraço!

    Responder
  51. Julia

    DR. Que maravilhoso seus posts, Tenho apenas 27 e fui diagnosticada com osteoartrose condropatia grau 4 e menisco extrusado e bico de papagaio a principio nao sinto dores com exceção do bico que dói , tenho joelhos valgos o Dr. Acha que posso fazer o transplante de cartilagem ? Se não o que indicaria?
    Aguardo anciosamente sua resposta.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      oi, Julia.
      Por motivos éticos, respondi em seu email.

      Responder
  52. Fred

    Boa tarde Dr Adriano, me disseram que está no protocolo de tratamento da artrose em joelho a substância Duloxetina, o que pode melhorar os sintomas da dor e diminuir o uso de anti inflamatórios. Gostaria de saber sua opinião, pois na bula diz que esse medicamento também trata depressão.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      oi, Fred.
      Esta medicação é utilizada por fisiatras para modulação da sensação de dor.
      Se a artrose do paciente for grave, eu prefiro operar. Pq apenas amenizar a dor é como ficar fazendo curativos e não tirar o prego do sapato.

      Responder
  53. tania moraes

    Muito obrigada me tiraram todas as dubudas vou prourr um ortopedista para fazer meu tramento correto .

    Responder
  54. Zelinda Maia

    Boa tarde!
    Fiz exame de ultra-som hoje e fui informada que estou com um sisto, no joelho esquerdo, consequencia de artrose.
    Gosto de correr 6km 3x semana e estou parada por que quando corro, dói.
    Gostaria de fazer uma consulta com o sr. O sr atende Unimed?
    Se nao, quanto seria a consulta e onde fica o consultório, por favor?
    Obrigada por possível retorno.
    Zelinda Maia
    Tel 21 25760877
    21 999889497

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Bom dia, Zenilda.
      Minhas secretarias entrarão em contato para te informar.

      Responder
  55. Augusto César de oliveira Rosa

    artrose medial.
    bom dia.
    o meu problema é o seguinte:
    meu joelho costuma doer quando estou em movimento , ou seja, quando estou caminhando ou correndo. mas não há dores quando pedalo bicicleta.
    fui ao ortopedista e ele pediu uma ressonancia magnetica. ele observou vou que , realmente , tenho artrose medial.
    agora me informe se é preciso, realmente, cirurgia de osteotomia ou artroscopia?
    o que o senhor indicaria?
    e, se acaso, for preciso fazer osteotomia, me informe qual o tempo de cura e se poderei voltar a fazer minhas atividades físicas, como : jogar futebol ou correr.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Bom dia sr. Augusto.
      Eu, absolutamente nao tenho como opinar sem examinar e ver as imagens do paciente.
      Se o sr. puder passar em consulta comigo, será um prazer poder te ajudar.

      att

      Dr. Adriano Leonardi

      Responder
  56. Ana Cristina

    Foi excelente explicação, pois para leigos a linguagem clara e objetiva facilita o entendimento! Parabéns pela informação que tira as dúvidas… pois falar sobre doenças nos deixa apreensivos …

    Responder
  57. fabiano

    Doutor uma duvida, quais exercícios de musculação não devem ser feitos quando se tem artrose em um dos joelhos??

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Fabiano.
      Os exercícios tem que ser individualizados de acordo com grau, sinais e sintomas da artrose.

      Responder
  58. Angela Astrid

    Estou passando pelo problema. Dores ao fazer atividade física e/ou ao subir e descer degraus.
    O artigo me deu um norte, porém vejo que necessito de um diagnóstico mais preciso.

    Responder
  59. Marcia Marins

    Tenho artrose nos dois joelhos, sendo que so i direito é cirúrgico, estou fazendo tratamento , mas disseram que eu só posso operar depois dos 60 ainda estou com 54 e as dores não passa,faço fisioterapias mas os remédios são muito caros me ajude por favor

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      oi, dna Marcia.
      Historias como a sua são muito frequentes.
      Costumo tratar pacientes de sua faixa etária com infiltração do joelho com acido hialuronico de 3.a geração com excelentes resultados, pois melhoram muito a dor e abrem a possibilidade do reforço muscular.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar. O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021/2507 9024

      Cordialmente,

      Dr Adriano Leonardi

      Responder
  60. Laudinete

    Boa noite Dr. Adriano, sou Educadora Física, treino um grupo de mulheres na faixa etária de 30 a 65 anos, trabalho com exercícios funcional e dança, três vezes na semana, uma aluna queixou-se ontem comigo que quarta-feira a pois o treino chegou em casa e percebeu joelho esquerdo inchado e com dor, mãos e pés inchado tbm, ela tem 62 anos. Será que minha aluna esta com artrose, recomendei repouso e que procurasse o medico.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      oi, Laudinete.

      Pode ser artrose ou outra artropatia inflamatória.
      Qdo recebo pacientes assim, faço testes reumáticos p/ descartar doenças como o lupus e a artrite reumatoide.

      Responder