Dr. Adriano Leonardi

Artigos

Lesões meniscais: o que são, quais as suas causas e como lidar com isso.

O joelho é uma articulação complexa que sofre flexão, extensão, rotação lateral e permite movimentos em 7 eixos. Os meniscos são essenciais para a biomecânica normal da articulação do joelho, agindo como lubrificadores, estabilizadores, amortecedores e distribuidores de carga dentro da articulação. Eles são cunhas semilunares móveis de fibrocartilagem, convexo na superfície femoral e plana no platô tibial. As fibras de colágeno de tecido dissipam as forças de compressão na articulação, reduzindo assim a força direta sobre a cartilagem articular, que cobre as superfícies articulares tibio-femorais. Lesões meniscais são associadas ao desgaste progressivo da cartilagem articular e do desenvolvimento de osteoartrite.

 

Anatomia 

O menisco medial é semicircular e anexado ao ligamento colateral
medial (LCM) do joelho. É muito pouco móvel se comparado ao menisco lateral, deslocando-se somente 2-5 mm para dentro da articulaçao e, portanto, é mais propenso a lesões. O menisco lateral que é mais ou menos circular em forma e move-se 9-11mm. Chama a atenção o que chamamos de “anatomia vascular do menisco”: estudos demonstraram que sua periferia é bem irrigada; por isso chamada de “zona vermelha” e sua região central nao, recebendo nutrientes por embebição; por isso chamada de “zona branca”.

 

+ Menisco discóide: uma lesão típica de atletas mirins

 

O que se sente?

As lesões meniscais causam sintomas característicos como dor bem localizada com períodos de alivio e agravo a determinados movimentos como agachar e cruzar as pernas, inchaço, e bloqueio (travamento).

 

Área da dor na lesão do menisco medial

Por que dói?

A dor aguda é causada pelo menisco lesionado (“rasgado”) que puxa sobre a cápsula da articulação sinovial bem inervados. Inchaço resulta de inflamação da membrana sinovial e derrame (popular “agua no joelho”)por excesso de produção de líquido sinovial.

Por que ocorrem?

Lesões meniscais são muito comuns e podem ser traumáticas agudas, como, por exemplo, durante uma luta de jiu-jitsu ou degenerativas. Lesões traumáticas ocorrem classicamente durante a forças de torção no joelho em pessoas ativas jovens. A posição clássica é a do joelho flexionado ao extremo como, por exemplo, quando o individuo esta agachado ou ajoelhado que sofre entorse repentino.

 

Lesões degenerativas ocorrem como parte do desgaste progressivo em todo o conjunto, mais frequentemente em pacientes acima de 40 anos. Estas lesões são de clivagem, geralmente horizontais com mínima capacidade de cura.

As lesões podem ser descritas como sendo completas ou incompletas, estáveis ou instável e de vários padrões.

 

Quanto à sua morfologia (figura a esquerda), podem ser verticais, longitudinais (incluindo “alça de balde” onde o fragmento rasgado pode bloquear a extensão total da articulação do joelho), oblíqua / bico de papagaio ou “flap” lesões radiais ou horizontais.

 

A maioria é composta de lesão vertical ou oblíquo (80%). O menisco medial é mais comumente afetado – 75% contra 25% no menisco lateral, 5% dos pacientes terão lesões bilaterais.

 

Alguns tipos de lesões podem provocar uma ação semelhante a válvula dentro da substância do menisco, e isso pode levar à formação de um cisto meniscal, que deve ser tratada da mesma forma, abordando o problema principal que é a lesão do menisco. A chance da formação de um cisto meniscal no menisco lateral é 7x maior que a do menisco medial.

 

Tratamento

O tratamento de uma lesão meniscal dependerá de sua localização, tamanho, tempo de ocorrência, idade e ligação ao esporte do paciente.

O tratamento poderá ser não-cirúrgico (indicado a pacientes idosos), e cirúrgico pela meniscectomia (retirada de parte do menisco- figura abaixo) parcial, total e  ou sutura de menisco. Historicamente, meniscectomia totais (remoção da maior parte do menisco) foram realizada mas, hoje sabe-se que isso levou a doença articular degenerativa progressiva e por isso apenas o mínimo de menisco agora é ressecado (meniscectomia parcial) para deixar uma borda estável. Isso normalmente é realizada por via artroscópica sob anestesia  e, muitas vezes, permitindo que o paciente receba alta no mesmo dia.

 

figura4

Na foto da esquerda, observa-se lesão complexa e radial do menisco. Na foto da direita, aspecto logo após uma meniscectomia. Note que o menisco perde sua espessura, mas mantém o formato.

 

Sutura de menisco

Classicamente, o reparo meniscal ou sutura meniscal (figura 5) é reservado para pacientes jovens, compatível com lesoes longitudinais, periféricas agudas (<8 semanas) que se encontram dentro da zona vascular (a chamada zona vermelha em vez de zona branca interior que não têm um bom fornecimento de sangue ).

Existem muitas técnicas para a sutura de menisco e estas dependerao da localização da lesao. As técnicas incluem um procedimento aberto (após o exame artroscópico da articulação) ou artroscópica ‘dentro para fora’,  os procedimentos “de fora para dentro ‘, e a técnica ‘ all-inside”. A técnica aberta tem sido defendida por alguns autores nas lesoes verticais do corno posterior do menisco lateral e medial dentro de 1-2 mm da junção meniscosinovial, onde a visualização com o artroscópio é difícil.

 

+ A técnica de sutura pode “salvar” o menisco lesionado

 

Ilustração de uma sutura meniscal

Como é o período pós-operatório?

As lesões meniscais suturadas podem curar se houver fornecimento de sangue adequado e estabilidade do tecido. Um joelho estável é importante e, por conseguinte, as taxas de cura maiores têm sido vistas com reparações feitas ao mesmo tempo que a reconstrução do ligamento cruzado anterior (LCA).

Para que a cicatrização ocorra, em geral, o cirurgião orienta que o paciente fique 6 semanas em média sem soltar o peso na perna operada e desambulando com um par de muletas. Alguns colegas costumam solicitar exame de artro-ressonancia para avaliar a cicatrização do tecido.

Protocolos pós-operatórios variam, mas a maioria dos pacientes serão convidados a seguir um regime rigoroso de fisioterapia e evitar esportes de contato por seis meses, ao contrário de meniscectomia parcial, quando os pacientes podem retomar suas atividades normais depois de algumas semanas.

 

Importante: O conteúdo deste artigo é meramente informative e nao substitui uma consulta médica.Diagnósticos de lesões e opções de tratamento variam de pessoa para pessoa e dependem de fatores como sexo, idade, ocupação, etc, e portanto não devem ser generalizados. Consulte sempre seu médico. As informações deste site não devem ser utilizadas para auto-diagnóstico ou auto-tratamento.

 

Referências bibliográficas

1. Fairbank, T.J. Knee Joint changes after Meniscectomy. J Bone Joint Surg 30B:4 664-671 1948

2. Fauno, P. and Nielsen, M.D. Arthroscopic Partial Meniscectomy: A Long-term Follow-up. Arthroscopy 8:3 345-349 1992

3. Arnoczky, S.P. and Warren, R.F. Microvasculature of the Human Meniscus. Am J Sports Med. 10:2 90-95 1982

4. Henning, C.H.m Lynch, M,A, et al. Arthroscopic Meniscal Repair Using an Exogenous Fibrin Clot. Clin. Orthop 252:65-72 March 1990

5. Dilworth Cannon, W. and Vittori, J.M. The Incidence of Healing in Arthroscopic Meniscal Repairs in Anterior Cruciate Ligament-Reconstructed Knees versus Stable Knees. Am J Sports Med. 20:2 177-181 1992

6. Tenuta, J.J. and Arciero, R.A. Arthroscopic Evaluation of Meniscal Repairs – Factors that effect healing. Am J Sports Med. 22:6 797-802 1994

 

dr-adriano-leonardi-especialista-do-joelhoDR. ADRIANO LEONARDI

Médico ortopedista especialista em traumatologia do esporte e cirurgia do joelho. Médico e fisiologista do esporte. Presidente da Sociedade Brasileira de Medicina de Ambientes Remotos e Esportes de Aventura. + Conheça o Profissional

 

Comente

68 comentários

  1. Francisco das Chagas

    Estas informações obtidas neste site é para que eu possa tirar mais conhecimento do meu problema e ver o que estou passando ja que é exatamente este assunto.Desde já agradeço

    Responder
    • Aparecido DELEGÁ Rodrigues

      Estou bem esclarecido acerca desse tema, com respostas positivas às minhas duvidas!
      Gratíssimo!

      Responder
  2. Marilu Gerodo Baldo

    Amei a matéria sobre joelho.

    Responder
  3. Yara Machado

    Um joelho que tem prótese bi – compartimentada , é preservado o menisco ?

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Yara.
      Depende. Se o cirurgiao fizer a protese no compartimento femuro-patelar e no medial, por exemplo, o menisco lateral é preservado.

      Responder
  4. Yara Machado

    Obrigado pela resposta Dr. Adriano . Tenho prótese nos meus dois joelhos o médico que me operou fez femuro patelar e ultimamente venho sentindo dor ao pisar , por isso da minha dúvida !!! Achei que não sentiria mais esse tipo de dor depois da cirurgia . Vou verificar o que está acontecendo ! Obrigada pela atenção !

    Responder
  5. Alexandre Viana

    Dr. Adriano,
    Excelente artigo.
    Sou atleta praticante de Jiu-jitsu e recentemente em uma competição tive uma lesão no menisco medial com severa redução do seu volume, especialmente do corpo, com fragmento deslocado para a face anterior do sulco intercondilar (Alça de Balde).
    O artigo me ajudou a entender melhor a minha lesão. Confesso que tenho dúvidas sobre meu tratamento, se realmente a cirurgia é realmente necessária.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Alexandre,
      dependendo do tempo e do tamanho da lesao, pode-se tentar a sutura de menisco.
      Como vc luta jiu, o ideal seria tentar preserva-lo.
      abs

      Responder
      • Alexandre Viana

        Obrigado Dr. Adriano, é isso mesmo. Para quem pratica esporte de impacto como JJ, menisco vale Ouro!
        Abraço e continue produzindo artigos acadêmicos.

        Responder
  6. Marianne Marques

    Obrigada pelo artigo. Quando qualquer médico fala em cirurgia, isso acaba assustando, por isso procuro informações, pois minha ressonância confirmou lesão meniscal e condropatia na patela, e o meu médico sugeriu a cirurgia. Muitos dizem que não se deve fazer cirurgia no joelho porque é perigosa e pode dar complicações (como a famosa “água no joelho”), mas este artigo me esclareceu e tranquilizou um pouco, além de confirmar o que meu médico me explicou. Obrigada!

    Responder
  7. Bruna Kelly

    Adorei a metéria sobre joelho,curso Fisioterapia ,estou no 2 semestre e foi muito interessante ter um conhecimento fora da faculdade e que as informações são corretas.
    Pergunta: Uma pessoa de 58 anos com dores frequentes próximo a cápsula articular o que pode ter causado essa dor,algum ligamento ou fraquesa dos óssos pela idade?

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Bruna!
      Pode sim. A isso, chamamos de fratura por insuficiencia. Nestes casos, a ressonancia mostra um edema osseo muito semelhante ao observado na fratura de estresse dos pacientes mais jovens.

      Responder
  8. ronaldo ramos

    obrigado doutor pelas informações,já passei por uma consulta e marquei uma ressonancia magnetica.

    Responder
  9. Edna Ilza do Prado

    Gostei muito de ler a sua matéria sobre “lesão de menisco medial!, pois estou muito ansiosa e apreensiva.
    Estou há mais de ano de baixo para cima, com lesão no menisco medial, com derrame articular,edema na tíbia, etc.
    A maioria dos ortopedistas aos quais recorri, indicavam fisioterapia, medicamentos, e RX, diagnosticando a lesão no menisco,como consequência da artrose grupo ll
    Na verdade, acredito que foi consequência de um tombo. Estou de licença saúde e acompanhada pelo ortopedista que me acompanha neste momento, tenho 62 anos.
    Parabéns pelos esclarecimentos!
    Continue!

    Responder
  10. richard

    mui bien la materia me gusto mucho

    Responder
  11. jonacia

    Amateria è otima ,ha algum remedio ou algum procedimento como compressa de agua quente ou algo do tipo que pode ser usado para o alivio da dor ?

    Responder
  12. João Cláudio

    Parabéns Dr. Adriano Leonardi, suas informaçôes me foram muito valiosas, tiraram minhas dúvidas,
    sobre uma lesão que tive jogando futebol em meu joelho esquerdo e procurando um ortopedista me senti bem informado e não tive traumas! grato pela sua matéria! Informação é tudo! Parabéns pelo seu site, é muito recomendado! João Cláudio- Goiânia- Goiás.

    Responder
  13. Renato Cesar Lima de Queiroz

    Qual é a metodologia desse artigo cientifico para apresenta-lo em um trabalho de educação física, Diga-me por favor.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Este é um artigo meramente informativo ao publico leigo. Nao se trata de um artigo cientifico destinado a profissionais da saude contendo introduçao, materiais e metodos, resultados e discussao.

      Responder
  14. Ana Elma Mota

    Quero parabenizar ao Dr. pelo grande artigo sobre lesão no menisco . Nunca tinha lido algo sobre a saúde tão completo prático e objetivo.

    Responder
  15. Cintia

    Subir escadas e ladeiras pode causar problemas no joelho?

    Responder
  16. Cintia

    muito obrigada pela atençao 🙂

    Responder
  17. Marco Aurelio

    Bem elucidativo o artigo. Tenho 46 anos e há 6 meses tive lesão nos dois meniscos do joelho esquerdo, identificado através da ressonância. Tentei o tratamento conservador e estava indo muito bem, porém ao forçar em atividades físicas (ciclismo) acabei sentindo as dores novamente. Acredito que terei que passar pela artroscopia, mas me preocupa o tempo para retorno aos treinos.

    Responder
  18. Regina

    Parabéns… fui ao medico hoje e é o que vc comentou acima… Nossa que dor terrível, escorreguei do 5 degrau uma perna a frente e outra atrás… uma semana melhor.. como se não bastasse, forcei uma subida.. sobrecarregou o mesmo… nossa dai ficou feio a coisa… mal podia andar.. agora melhor.. com os medicamentos!! Valeu

    Responder
  19. Sheila Correa

    Gostei do artigo, mesmo sendo meramente informativo e das ilustrações, pois ajudaram-me a entender melhor a minha lesão, que Ocasionou um cisto de Backer e sinto dor na panturrilha. Já fiz 30 sessões de fisioterapia. Vou pesquisar mais. Mt obg.d

    Responder
  20. Marcos V.D.Carvalho

    Não há como não parabenizar o Dr. Adriano pelo artigo tão bem elaborado, esclarecedor, de caráter preventivo, pratico , objetivo e educativo.Obrigado

    Responder
  21. Eduardo Oliveira

    Boa tarde Doutor,

    Sofri uma lesão jogando bola onde me bati com um amigo e o meu joelho doeu muito no momento e no outro dia, não conseguia colocar o pé no chão. Tomei alguns remédios onde o inchaço e as dores melhoraram, mas já se passaram 01 mês e ainda sinto dores ( suportáveis ) na parte trasei ra do joelho, quando dobro ele muito, Obs: Consigo correr na esteira e fazer eliptico sem problemas. o que será que pode ter ocorrido? Seria interessante eu procurar um especialista? Tenho 34 anos, estou no meu peso ideal. Desde já agradeço.

    Responder
  22. Vanda Adriane

    Dr. Adriano, sofri um acidente à 15 dias e mal mal consigo apoiar meu pé todo no chão, ainda não sinto firmeza para subir ou descer as escadas. Fui até um ortopedista que solicitou a ressonância onde foi constatada lesão dos meniscos.
    Agora após ler o seu artigo Esclarecedor, me sinto muito mais confiante para continuar a fazer os tratamentos necessários. Novamente, parabéns pelo excelente artigo.

    Responder
  23. Maria do Horto

    Gostei do artigo, pois estou com muitas dores na parte interna do joelho e após sessao de osteopatia, meu terapeuta deu a indicação de que deve ser menisco. As dores tornam-se insuportáveis na lateral interna e parte de trás do joelho.
    E este artigo me deu uma luz sobre o problema!
    Boa sorte

    Responder
  24. Bete Costa

    Parabéns Dr. Adriano pelo excelente artigo, o melhor que já li até hoje!!!

    Responder
  25. rusania

    Dr. estou desesperada, com lesão meniscal em quatro pontos, estou tomando arcoxia 90mg e decocil 10mg. tenho 44 anos e gostaria de saber s existe um tratamento alternativo que não seja a cirurgia? Boa Pascoa

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Após os 40 anos, é muito comum haverem lesões DEGENERATIVAS de meniscos que nem sempre sao fontes de dor. O ideal seria a sra. procurar um cirurgião de joelho de confiança que possa realizar a correlação clinico-radiográfica.
      Se a dor for por sobrecarga patelar (muito comum), o tratamento ideal é a fisioterapia. Se for mesmo menisco e DEGENERATIVA, também pode-se ter bons resultados por fisioterapia. Mas, em se persistindo a dor, realizamos a meniscetomia por artroscopia.

      Responder
  26. Jacqueline Cabral

    Dr Adriano, boa tarde!

    Após fortes dores nos dois joelhos apos pratica de atividades como trilhas, corrida e etc, foi diagnosticado que tenho degenaração do menisco. Um dos médicos sugeriu tratamento com ozônio. Andei pesquisando sobre o tema mas não encontrei nada tão aprofundado. Por favor, qual sua opinião? Pode me passar seu contato para agenar uma consulta?

    Obrigada

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Boa tarde, Jacqueline.
      Realmente existem poucos estudos sobre a ozonioterapia, a maioria deles europeus.
      Os tels de meu consultorio: (11) 2507 9021 ou 9024.

      Responder
  27. Maria Fernanda

    Boa noite , Dr Adriano.
    Gostaria de saber se uma queda pode causa lesão do menisco medial?

    Responder
  28. isaias Azevedo

    Parabéns Dr. Adriano pela excelente matéria. Foi gratificante ler todo o conteúdo. Que Deus te abençoe.

    Responder
  29. Lúcia Poletto

    Olá Dr.Adriano, ótima matéria parabéns.
    Gostaria de saber se uma pessoa com lesão no menisco consegue caminhar “normalmente mesmo com dores” ex.: apoiar o pé no chão, ou é como se fraturasse um osso quando ñ se pode de geito nem um apoiar o pé no chão.?

    Responder
  30. Marcus

    Parabéns pelo artigo Dr. Adriano, foi muito esclarecedor. Que Deus lhe abençoe!

    Responder
  31. Thiago

    Grato pela informação!

    Responder
  32. Nelson Garcia

    Bem, eu tive um acidente de motociclismo bem leve, porém tive lesão meniscal. Ocorre que minha vida ficou muito difícil, pois engordei devido não poder fazer exercícios, e quanto mais engordo, mais a dor aumenta. Fiz musculação, mas a coisa não funcionou. Estou em uma encruzilhada.

    Responder
    • admin

      Oi, Nelson.

      As lesões meniscais sao de resolução fácil, em sua grande maioria.
      Um paciente que tenha dor diagnosticada por lesão meniscal,s em outras lesões associadas se beneficia muito com uma meniscectomia por via artroscopica, a dor praticamente some e a qualidade de vida volta ao normal.

      abs

      Responder
  33. Odete Bazzi

    Meu nome é Odete, tenho 63 anos, pratico atividade física 4 vezes por semana, sendo localizada, jump kango jump e demias. Me sinto com 50 anos, apesar de ter o peso um pouco acima. Bem, a tempo senti uma leve dor no joelho, porém nos finais de semana, quando descançava fiva ainda pior. A poucos dias senti uma dor orrivel, foi feito raio x, acusou ser inflamação do menico médio. Quero continuar fazendo atividade física…será que vai aumentar a dor. Estou 8 dias de molho, sem praticar nada. Hoje no 10 dia depois de sentir aquela dor horrivel, me sinto quase melhor.. Dai, Dr, o que acha, posso continuar com os execrícios, com jump…??? Fico muito agradecida. Grande abraço.

    Responder
    • admin

      Boa tarde, dna Odete.

      Agradeço muito o contato pelo site.
      Entendo a ansiedade que a lesão pode estar te causando, mas fica difícil eu emitir uma opinião sem ver teus exames e te examinar minuciosamente.
      A chave do sucesso do tratamento começa por um diagnóstico acurado.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar. O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021/2507 9024

      Att

      Dr Adriano Leonardi

      Responder
  34. Rosane Rocha

    As informações são bastante esclarecedoras. Ajudaram para me tranquilizar no procedimento cirúrgico que vou me submeter. Obrigado.

    Responder
  35. Jefferson

    Muito obrigado pela matéria, me foi bastante útil. Estou c suspeita de lesão no menisco e vou tratar o mais rápido possível.

    Responder
  36. Pricila

    Boa tarde!
    Quem tem uma leve degeneração do menisco medial pode fazer musculação normalmente ?

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Priscila.
      depende do grau da lesão e da localização da mesma.
      Dependendo do caso, eu mesmo oriento o treino da paciente, instruindo angulares de proteção, tipo de contração, etc

      Responder
  37. julio

    Boa tarde gostei da matéria, bem explicativa para eu q sou leigo.
    Parabéns Dr

    Responder
  38. Claudio

    Muito esclarecedora as infs aqui postadas. Parabens ao Dr Adriano pela ajuda que aqui encontramos.
    Achei as respostas para o meu problema(meniscos).
    Muito grato e sucesso Dr.

    Responder
  39. jacyr rossoni

    nao dava importância para estas dores mas vi q realmente temos q tratar obg e sucesso Dr.

    Responder
  40. Gabriel Vieira

    Olá, doutor Adriano, tudo bom? O meu problema é com o menisco lateral. Torci a perna esquerda há mais ou menos 9 meses e venho tendo dores na região da lesão desde então. Na primeira semana que machuquei minha perna doía muito, nem conseguia dobrar ou esticar o joelho. Não procurei tratamento médico, e com o tempo a dor veio diminuindo, mas ainda sim dói, e algumas vezes incomoda bastante, uma vez que faço vôlei, e uso muito minhas pernas. Há cerca de um mês atrás fui em um ortopedista. O médico me indicou um analgésico “nisulid dispersível”, e um “biofenac spray” para aliviar a dor, mas só funcionou na primeira semana de uso, depois voltou a doer do mesmo jeito de antes. Ele também me indicou fisioterapia, mas ainda não fiz, porém pretendo.
    Então, você acha que fisioterapia será eficiente para mim? Tenho 15 anos, e sempre pratiquei esportes que usem as pernas. Outra pergunta: Você acha que o tempo que levei para procurar um médico (9 meses +/-) afetou a gravidade da lesão? E quanto a cirurgia de sutura de menisco, é recomendável para minha idade?
    Agradeço desde já…

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Bom dia, Gabriel!!

      Agradeço muito o contato pelo site.
      Entendo a ansiedade que a lesão pode estar te causando, mas fica difícil eu emitir uma opinião sem ver teus exames e te examinar minuciosamente.
      Pela sua idade, se você tiver uma lesão meniscal, o ideal seria se optar por uma sutura. Se não for possível, então deve-se retirar o mínimo possível do menisco lesado.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar. O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021/2507 9024

      Att

      Dr Adriano Leonardi

      Responder
  41. luiza

    Gostei muito do esclarecimento. vejo que este problema afeta todas as idades.

    Responder
  42. Debora

    Bom dia Dr.
    Realizei a meniscectomia parcial em 2013, e hoje em 2016 sinto algumas dores no joelho, parece que dá um estalo e dói bastante. Pode ser algo grave? Obrigada.

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Oi, Debora.
      Pode ser que vc esteja desenvolvendo artrose.
      O ideal seria consultar um cirurgiao de joelho

      Responder
  43. carlos augusto dos santos silva

    boa noite, muito obrigado pelas informações contidas nesse site, me tirou algumas duvidas em relação as minhas dores no joelho, pois, futuramente estarei operando o menisco medial, e estava com muito receio.
    muito obrigado, site show!!

    Responder
  44. Geyselene Alves

    Olá Dr.Adriano! Agradeço pela sua matéria esclarecedora. Gostaria de perguntar se existe outras lesões parecidas com o menisco.
    (Tenho todos os sintomas citados acima e gostaria de confirmar se oque tenho é menisco mesmo.)

    Responder
    • Dr. Adriano Leonardi

      Ola, Geyselene.

      Os artigos do site são para ajudar a elucidar sobre as lesões APOS feito o diagnostico por um medico de confiança e não para se realizar auto-diagnostico.
      Te aconselho a procurar um cirurgiao de joelho para que seja feito o seu diagnostico e tratamento adequado.

      Responder
  45. Julio César

    Olá Dr. Boa tarde,
    Como estou de repouso em casa com dores no joelhos que sinto já algum tempo , resolvi dar uma lida sobre algo na Internet, e tirei minas dúvidas lendo seus artigos , pois os especialistas que fui anteriormente não prestavam muita atenção quando eu dizia que as dores eram na lateral dos joelhos em algum nervo que eu não sabia qual era , e que agora fiquei sabendo , marcarei uma consulta e falarei o que pode ser de acordo com que li pois o último médico que fui estava achando que eu estava com ácido úrico alto, por isso do derrame articular.

    Desde de já agradeço.

    Responder
  46. Mauricio Wanderlei

    Texto muito bem explicativo. Uma verdadeira aula! Parabéns!

    Responder
  47. Celio Espindola

    Muito bom a matéria sabado dia 28/01 sofri um travamento no joelho fui ao medico no PS e nada me respondeu o que poderia ser esse travamento e achei aqui o que pode ser a causa do travamento do meu joelho é uma dor quase insuportável hoje segunda feira estou indo no ortopedistas para fazer uma consulta, mas consegui aqui nesse artigo descobri a possível causa do travamento do meu joelho ….
    Obrigado Dr. Adriano Leonardi

    Responder
    • Marazzo

      Matéria muito boa mas preciso de mais informações eu faço trilha de moto e vez por outra agente sempre cai nestas quedas sobra direto no joelho e tornozelo meus menos culpa já estão com problemas não quero deixar meu esporte preciso de mais informações de como tratar isso

      Responder
  48. Dr. Adriano Leonardi

    Sim.
    Existem vários.
    Os mais populares e lícitos são alguns suplementos como a creatina, glutamina e BCAAs

    Responder