fbpx
 

Como evitar o desgaste cartilaginoso?

Como evitar o desgaste cartilaginoso

Como evitar o desgaste cartilaginoso?

A cartilagem é um tecido resistente e de consistência rígida, mas que ao mesmo tempo é flexível e elástico. Ela cobre a superfície das articulações, agindo como um amortecedor e permitindo que os ossos deslizem uns sobre os outros. Por isso, o desgaste da cartilagem causa grande impacto na vida do paciente, pois afeta principalmente a sua mobilidade e qualidade de vida. Consequentemente, uma dúvida bastante comum que surge é sobre como evitar o desgaste cartilaginoso.

Saiba como evitar o desgaste cartilaginoso

As suas articulações estão expostas a um desgaste constante ao longo de sua vida, causando dor e inflamação. Em articulações saudáveis, seu corpo repara esse dano e reduz a própria inflamação antes que os sintomas apareçam. Contudo, esse dano é uma das lesões mais comuns nos esportes e ocorre principalmente nos tornozelos, joelhos, quadris e ombros.

E, então, como evitar o desgaste cartilaginoso? Confira algumas recomendações a seguir:

1 Mantenha um peso saudável

O excesso de peso corporal aumenta a pressão sobre a cartilagem. Isso porque faz com que ela suporte um peso superior ao ideal por muito tempo, o que, gradativamente, provoca a sua degeneração.

A perda de peso é, portanto, essencial na prevenção para evitar o desgaste cartilaginoso. Neste contexto, é ainda mais aconselhável adquirir hábitos alimentares saudáveis ​​que lhe permitam manter um peso adequado à sua altura. Dito isso, vamos para a próxima recomendação!

2. Siga uma dieta saudável

A  alimentação  é especialmente importante na prevenção do desgaste da cartilagem. Os hábitos nutricionais corretos permitem, por um lado, equilibrar o aporte de nutrientes necessários à nossa saúde e, por outro, manter um peso saudável. 

Por isso, evite a ingestão excessiva de carboidratos e controle a ingestão de frutose e outros açúcares. 

Embora controverso, alguns estudos sugerem que alimentos ricos em carboidratos de alto índice glicêmico, como a farinha branca e o álcool, aumentam a inflamação sistêmica (geral do corpo) e isso aumentaria também a inflamação e desgaste das articulações.

Saiba como evitar o desgaste cartilaginoso

3. Pratique atividades físicas

Quase todo mundo já sabe que a atividade física oferece benefícios importantes a nível cardiovascular e pulmonar. Mas será que ela ajuda a evitar o desgaste cartilaginoso?

Bom, alguns estudos dizem que sim! Os exercícios, desde que praticados dentro dos limites fisiológicos de cada um, não parecem prejudiciais. Pelo contrário, podem ser protetores em relação ao desgaste da cartilagem.

Afinal, atletas e pessoas ativas costumam ter melhor controle do peso. Como resultado, possuem um menor índice de massa corporal, o que gera uma “pressão” menor sobre o joelho. 

Além disso, os treinos ajudam a garantir uma melhor capacidade de absorção de energia cinética da musculatura e leva a uma maior concentração articular de enzimas anti-inflamatórias.

Vale ressaltar, ainda, que a inatividade enfraquece a musculatura e aumenta a reação inflamatória das articulações, que perdem flexibilidade, consistência e força. Os músculos são capazes de proteger a articulação apoiando-a, absorvendo choques e evitando movimentos violentos ou prejudiciais. 

O exercício físico, portanto, ajuda a manter a integridade articular. 

Receba instruções antes de iniciar uma atividade

Lesões da cartilagem podem causar danos permanentes que levam à artrite. Por isso, com o objetivo de evitar o desgaste cartilaginoso, recomenda-se:

  • Fazer alongamentos diários;
  • Desenvolver um plano de atividades periódicas;
  • Passar por avaliação médica pré-esportiva;
  • Contar com um treinador especializado.

Tudo isso, é claro, sempre levando em consideração as possibilidades pessoais de cada indivíduo. Dessa forma, você pode diminuir o risco de danos à cartilagem.

Agende uma consulta com um médico especialista em ortopedia!

Para evitar o desgaste cartilaginoso, deve-se levar um estilo de vida saudável ​​e fazer avaliações abrangentes com o objetivo de promover a saúde e alcançar o diagnóstico precoce, pois essa é a chave para o sucesso no tratamento. 

Pensando nisso, não deixe esse cuidado para depois. Agende agora mesmo a sua consulta com o Dr. Adriano Leonardi, ortopedista especializado em cirurgia do joelho e medicina esportiva!

Dr. Adriano Leonardi
[email protected]

Dr. Adriano Leonardi possui 20 anos de experiência em Ortopedia. É Médico Ortopedista Especialista em Joelho; Mestre em Ortopedia e Traumatologia; Médico do Esporte; Membro da Diretoria da Sociedade Paulista de Medicina Desportiva; Colunista e Consultor dos Sites 'Eu Atleta' e 'Globo Esporte'. Agende sua Consulta: (11) 94754-9183

6 Comentários
  • Vera Maria dos Reis
    Postado as 12:30h, 05 julho Responder

    Obrigada pelos conteúdos!

  • Monica Medeiros de Araújo
    Postado as 14:01h, 05 julho Responder

    Boa tarde Dr. Adriano Leonardo eu me chamo Mônica Medeiros de Araújo tenho 46 anos de idade e sou da paraiba, eu tenho uma condromalacia grau três e sonho com um tratamento com um senhor

  • JAIME AVELINO
    Postado as 15:53h, 29 julho Responder

    BOA TARDE! MORO EM SALVADOR, CONDROMALACIA POSSO USAR ARTRO LIVRE

Poste um Comentário

Olá!

Gostaria de receber uma ligação?