Lesão Muscular da Panturrilha

Lesão Muscular da Panturrilha

Compartilhe:

A lesão muscular da panturrilha é uma das lesões mais comuns do esporte. Os dois grandes músculos da parte de trás da perna que compõem a Panturrilha (sóleo e gastrocnêmio). Assim como em qualquer lesão muscular, quando os músculos estão “esticados” acima da sua capacidade normal, as fibras musculares rompem-se em uma região chamada “miotendinea”, ou seja, na junção entre o músculo e o tendão.

Lesão Muscular da Panturrilha

Assim como em qualquer lesão muscular, podemos classificar a lesão muscular da panturrilha em:

Grau I – É o estiramento de uma pequena quantidade de fibras musculares (lesão < 5% do músculo). A dor é localizada em um ponto específico, surge durante a contração muscular contra-resistência e pode ser ausente no repouso. O edema pode estar presente, mas, geralmente, não é notado no exame físico. Ocorrem danos estruturais mínimos, a hemorragia é pequena, a resolução é rápida e a limitação funcional é leve. Apresenta bom prognóstico e a restauração das fibras é relativamente rápida.

Grau II – O número de fibras lesionadas e a gravidade da lesão são maiores (lesão > 5% e < 50% do músculo). São encontrados os mesmos achados da lesão de primeiro grau, porém, com maior intensidade. Acompanha-se de: dor, moderada hemorragia, processo inflamatório local mais exuberante e diminuição maior da função. A resolução é mais lenta.

Grau III – Esta lesão geralmente ocorre desencadeando uma ruptura completa do músculo ou de grande parte dele (lesão > 50% do músculo), resultando em uma importante perda da função com a presença de um defeito palpável. A dor pode variar de moderada a muito intensa, provocada pela contração muscular passiva. O edema e a hemorragia são grandes. Dependendo da localização do músculo lesionado em relação à pele adjacente, o edema, a equimose e o hematoma podem ser visíveis, localizando-se geralmente em uma posição distal à lesão devido à força da gravidade que desloca o volume de sangue produzido em decorrência da lesão. O defeito muscular pode ser palpável e visível.

 

Como acontece a Lesão Muscular da Panturrilha

No esporte, os músculos da panturrilha (assim como qualquer grupo muscular) estão sujeitos à uma ruptura quando são submetidos a trabalho acima de seus limites fisiológicos, especialmente se outros fatores estão envolvidos, tais como, condições meteorológicas (muito frio ou muito calor na temperatura ambiente), aquecimentos inadequados e fadiga muscular.

Lesão Muscular da Panturrilha

A Lesão Muscular da Panturrilha ocorre no que chamamos de explosão muscular, ou seja, em uma contração súbita e vigorosa do músculo para se gerar velocidade.

 

Situações típicas da lesão muscular da panturrilha incluem:

  • Um velocista, arracando em um bloco de partida;
  • Um jogador de tênis correndo e mudando de direção líquidos na quadra de defesa;
  • Um saltador acelerando antes de decolar;
  • Um jogador de futebol correndo em direção à uma bola;
  • Um corredor fazendo o “sprint” final de uma prova.

 

A Lesão Muscular da Panturrilha em números

  • 20% das pessoas relatam sentirem a panturrilha tensa vários dias antes de uma lesão;
  • 25 a 44 anos de idade é a faixa etária das pessoas mais susceptíveis a sofrerem lesão muscular da panturrilha.

 

Quem está em risco?

Os jogadores de futebol, tenistas, corredores e velocistas estão no grupo de alto risco, mas qualquer pessoa que “arranca” freqüentemente pode lesar um músculo da panturrilha. Jogadores de futebol, basquetebol, rúgbi e vôlei estão entre aqueles também sujeito à lesão. Homens lesam mais os músculos da panturrilha mais do que as mulheres.

 

O que se sente após uma Lesão Muscular da Panturrilha?

  • Dor súbita na parte de trás da perna, entre o joelho e o calcanhar;
  • Dor ao ficar na ponta dos pés;
  • Rigidez;
  • Perda de força;
  • Hematoma que pode descer ao tornozelo;
  • “Gap” ou recúo muscular (grau 3).

 

Tratamento Inicial de Lesão Muscular da Panturrilha

Procure um médico do esporte. O mesmo deverá determinar o local e a extensão de sua lesão. Idealmente, seu médico prescreverá fisioterapia. Hoje sabe-se que a aplicação de ultrassom pulsado ajuda a absorver o hematoma e reduz o tempo de retorno ao esporte.

Lesão Muscular da Panturrilha

Se seu médico for adepto à terapias celulares como o Plasma Rico em Plaquetas, o mesmo poderá ser feito em ambiente e preparos adequados.

  • Descanso. Evite atividades como correr, saltar, e levantamento de peso que exigem força;
  • Aplicar gelo ou compressas frias por 15-20 minutos, 3-4 vezes por dia durante as primeiras 48-72 horas;
  • Use um envoltório elástico ou bandagem ao redor da área para minimizar o inchaço;
  • Usar um travesseiro ou almofada para elevar a perna afetada, tanto quanto possível durante o dia e durante o sono a noite.

 

Estratégia de retorno ao esporte após lesão muscular da panturrilha

Deve-se ter em mente que voltar para o esporte após uma lesão muscular deve ser determinada pela ausência de sintomas e o retorno da força e amplitude de movimento, e não por um número determinado de dias, semanas ou meses.

Após uma lesão muscular da panturrilha de grau 1 ou grau 2 , os sintomas devem começar a diminuir em poucos dias e deve desaparecer completamente dentro de 8-10 semanas.

Retomar o treinamento só deve ser permitido por seu médico e fisioterapeuta depois que você for capaz de realizar todos os movimentos necessários  sem dor e com força muscular absolutamente normal.

Lembre-se de aplicar compressas de gelo por 15-20 minutos após a prática esportiva.

 

Como evitar a Lesão Muscular da Panturrilha e a temida Re-lesão

  • Não aumente o nível de intensidade do exercício, a frequência ou duração superior à 10% de uma semana;
  • Trabalhar com um treinador qualificado que conheça bem a técnica específica de preparo ao esporte;
  • Realizar tempo de aquecimento extra em condições climáticas frias;
  • Trocar o tênis a cada 500-800 km de uso;
  • De preferência a tênis esportivos com palmilhas almofadadas que reduzem o estresse na pantorrilha, em especial se você já sofreu a lesão;
  • Evite correr em superfícies irregulares;
  • Realize sempre acompanhamento nutricional.
  • Se possível, realize sempre avaliação isocinética a fim de se prevenir desequilíbrios musculares.

 

Referências bibliográficas
American Academy of Family Physicians
American Orthopaedic Society for Sports Medicine
American Running Association
eMedicine.com

 

Quer saber mais sobre Panturrilha?

 

 

Acesse nosso Canal no Youtube e Inscreva-se:

 

logo youtube


Compartilhe:
Dr. Adriano Leonardi
dr@adrianoleonardi.com.br

Dr. Adriano Leonardi possui 20 anos de experiência em Ortopedia. É Médico Ortopedista Especialista em Joelho; Mestre em Ortopedia e Traumatologia; Médico e Fisiologista do Esporte; Membro da Diretoria da Sociedade Paulista de Medicina Desportiva; Colunista e Consultor dos Sites 'Eu Atleta' e 'Globo Esporte'. Agende sua Consulta: (11) 2507-9021 ou 2507-9024

57 Comentários
  • Pedro
    Postado as 15:13h, 15 janeiro Responder

    Parabéns pelo artigo, pratico esporte e tenho tido bastante dores musculares na panturrilha. Assim, já conseguirei evitar essas dores. Vi também umas dicas para tratar a dor na panturrilha e que experimentei e deu certo http://saude.umcomo.com.br/articulo/como-se-livrar-de-dores-musculares-da-panturrilha-1643.html. Muito obrigada

  • Jusmarques
    Postado as 14:05h, 10 abril Responder

    Bom dia Doutor.
    Existe algum outro tratamento com medicamentos, alem da fisioterapia?

  • LEANDRO NUNES
    Postado as 11:14h, 23 maio Responder

    bom dia Dr. estou passando por essas lesoes, e fiquei aliviado
    por essas explicações. agradecido.

  • sheila
    Postado as 16:39h, 01 julho Responder

    Muito bons os apontamentos! Identifiquei minha lesão pela leitura do material. Depois, procurei um especialista presencialmente e fiz o tratamento. Obrigada Dr. Adriano.

    • Roni Mella
      Postado as 15:35h, 04 junho Responder

      Idem. Muito boa matéria.

  • jose teixeira dos santos
    Postado as 17:54h, 01 julho Responder

    Sou corredor de rua ,amador 50 anos desprovidoderecurso,para un melhor tratamentoquando melesiono,sigo as suas informacoes sempre me dou bem. Gratopor tudo.

  • Noé Afonso Filho
    Postado as 18:24h, 16 novembro Responder

    Tive uma contusão na panturrilha e li seu artigo, foi muito bom para recuperação e o interessante eu não tomei nenhum remédio somente calor e frio e gelol, não sinto mais a contusão, vou começar fazer exercícios para fortalecer a panturrilha depois de três semanas. Valeu Doutor.

  • ROSANE GONSALVES
    Postado as 14:29h, 10 março Responder

    Bom dia Doutor,

    o seu tratamento é só no joelho e lesões esportivas?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 22:53h, 10 março Responder

      Boa noite, Rosane.
      Atendo ortopedia geral também.

    • valter miqueletti
      Postado as 21:24h, 08 julho Responder

      Tenho 57 anos gosto de correr mas frequentemente sinto uma fisgada na panturrilha , mesmo com aquecimento, o qûe fazer?

  • Fábio
    Postado as 17:38h, 03 fevereiro Responder

    Boa tarde Dr.

    Sou ciclista amador e recebi o dignóstico da minha dor no joelho como sendo um “leve edema das fibras profundas do ventre muscular gastrocnêmio medial, sugerindo estiramento, sem evidência de roturas”, a dor é só qdo faço movimentos específicos de tração da perna e não afeta a pedalada, só o pós-treino. O médico prescreveu anti-inflamatório e fortalecimento, haja vista eu já ter feito fisio e não ter surtido efeito. A abordagem está correta?.

    Obrigado,

    • admin
      Postado as 19:17h, 03 fevereiro Responder

      Oi, Fabio.

      Agradeço muito o contato pelo site.
      Entendo a ansiedade que a lesão pode estar te causando, mas fica difícil eu emitir uma opinião sem ver teus exames e te examinar minuciosamente.
      A chave do sucesso do tratamento começa por um diagnóstico acurado.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar. O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021/2507 9024

      Att

      Dr Adriano Leonardi

  • ivan gomes de lima
    Postado as 17:57h, 05 maio Responder

    Boa dica.

  • Marcia andrade
    Postado as 23:20h, 22 junho Responder

    Otima matéria.. tive essa lesao… na verdade estou cm esta lesão na panturrilha, é muito dolorido a cura é lenta, tinha varias duvidas sobre a causa o tratamento… É só qd li esta matéria pude entender a gravidade dessa lesão, muito obrigada.

  • Ademir
    Postado as 14:29h, 19 julho Responder

    De não tenho lesões a ponto de romper algum feixe muscular, mas chega a arder na região. Vou ligar para o Sr e marcar a consulta para melhor avaliar.

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 23:42h, 19 julho Responder

      Ola, Ademir.
      Será um prazer poder te ajudar.

  • Marli Carvalho
    Postado as 00:02h, 10 dezembro Responder

    Tive uma lesão muito forte, e achei estas informações com bastante conteúdo muito obrigada, Dr Adriano por tudo

  • Nice
    Postado as 03:22h, 12 maio Responder

    Existe algum medicamento para acelerar a recuperação ou exercício

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 10:21h, 12 maio Responder

      Existem vários.
      os mais populares e lícitos são a creatina, glutamina e BCAAs

  • Augusto Domingues
    Postado as 01:17h, 31 maio Responder

    Ao tentar colocar minha motocicleta no descanso central, tive a ruptura do músculo do músculo da panturrilha,muito sangramento interno! Daí a procura por informações! Parabéns pelo conhecimento profissional.

  • Marcilio Palazzo
    Postado as 08:22h, 19 julho Responder

    Ótimo texto.
    Só precisava o ter lido antes.

  • Marcilio Palazzo
    Postado as 08:23h, 20 julho Responder

    Ótimo texto.
    Só precisava o ter lido antes.
    Obrigado

  • Raquel Santana
    Postado as 13:57h, 11 agosto Responder

    Parabens, sou amadora de corrida, conto com uma equipe de academia simples onde moro. Fiquei encantada com suas explicações e a forma simples que consegue passar as imformações. Me ajudou muito com lesão que eu me encontro. OBRIGADA

  • JULIO BRITO
    Postado as 00:01h, 13 dezembro Responder

    MUITO BOA A SUA EXPLICAÇAO DOUTOR, SEM DÚVIA QUE VAI ME AJUDA E MUITO NA MINHA RECUPERAÇÃO. OBRIGADO.

  • Magna
    Postado as 17:24h, 18 janeiro Responder

    Muito boa tarde. Você indicaria algum anti-inflamatório ?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 11:23h, 19 janeiro Responder

      Sem avaliar o paciente em consulta medica, jamais.

  • elisabeth maria fiedler
    Postado as 19:20h, 25 janeiro Responder

    muito bom seu texto

  • Luciano Capeleto
    Postado as 23:06h, 28 janeiro Responder

    Olá Dr. Adriano, boa noite, corro quatro vezes por semana; corrida leve, tipo 10 km/h 5k de percurso e,
    num dia desses, durante o treino logo depois de um subida, comecei a sentir um desconforto na panturrilha que piorou um pouco mas depois quase que sumiu e depois da corrida eu percebi que o músculo estava meio duro e “crescido” com um pouco de inchaço ao redor do músculo, mais precisamente entre o músculo e a canela, lado interno e, tenho um pouco de desconforto para caminhar, mas que melhora depois que aquece um pouco.Não interrompi os treinamentos, mas vez por outra essa condição volta; gostaria de saber se devo interromper as corridas por alguns dias.Obrigado.

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 10:41h, 29 janeiro Responder

      oi, Luciano.
      Vc pode ter tido uma lesão muscular ou pode estar desenvolvendo uma sd compartimentar crônica.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar.
      O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021/2507 9024

      Cordialmente,

      Dr Adriano Leonardi

  • Jose dos Santos Coelho
    Postado as 18:12h, 03 fevereiro Responder

    Obrigado pelos esclarecimentos Doutor. Tive uma lesão na panturrilha recentemente, e não encontrei
    artigo tão esclarecedor quanto esse.
    Atenciosamente.

  • Fábio
    Postado as 12:49h, 10 março Responder

    Parabéns pelo artigo muito bem explicado e de fácil compreensão e de dicas valiosas

  • Laerte
    Postado as 16:14h, 16 março Responder

    Nem sempre a lesão ocorre por causa do tênis antigo, pois tive um estiramento grau 1, impulsionando na borda oleosa da piscina, durante o trajeto de 3000 metros.
    Assim, pensem e outros desportos que também ocasionam a lesão.
    Um abraco a todos.

  • Maria Alessandra
    Postado as 23:24h, 05 maio Responder

    Tive uma lesão grau III e sinto muita dor e todo o pé está roxo. Tomei várias injeções de tramal.Já foi descartado a hipótese de trombose, mas a rouxidão está aumentando e muita dor nas juntas do calcanhar. Há possibilidade de cirurgia nesses casos mais sérios?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 20:37h, 06 maio Responder

      oi, Alessandra!

      Dependendo do tamanho da lesão, e se ela for aguda , é possível sim realizar um tratamento cirúrgico.

      • Maria Alessandra
        Postado as 15:41h, 07 maio Responder

        Obrigada Dr. Adriano Leonardi e parabéns pelo excelente trabalho !

  • Márcio Minhone
    Postado as 14:10h, 20 maio Responder

    Bom dia Dr. Tive uma re lesão na panturrilha e seus esclarecimentos me fez ver melhor como estava fazendo errado os tratamentos… Obrigado!

  • Keroly achilles
    Postado as 15:30h, 19 julho Responder

    Boa tarde!! Pratico corrida e comecei sentindo dores no moléolo na parte interior das duas pernas e agora estou sentindo dores entre a panturrilha e canela interrompi os treinos já faz alguns dias e estou tomando antinflamatório mas a dor ainda é persistente…meu treinador disse que pode ser o solear gostaria da sua opinião obrigado!!

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 18:13h, 19 julho Responder

      será um prazer!
      (11) 25079021.

  • Maria Alessandra
    Postado as 22:17h, 07 agosto Responder

    Olá Dr. Adriano Leonardi! Há três meses sofri uma lesão grau III no músculo gastrocnemio e passei 45 dias sem andar. Agora estou andando, mas meu joelho e o meu pé doem bastante. Tento andar normal mas fico mancando. Esse tipo de lesão costuma deixar sequelas como a de mancar para sempre?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 13:47h, 20 agosto Responder

      oi, Alessandra.
      se for bem diagnosticada e bem reabilitada, existe grande chance de vc ficar 100% bem e sem sequelas.

  • Ricardo vital
    Postado as 16:25h, 26 agosto Responder

    Boa tarde doutor sofri uma lesão grau 2 do gastrocnêmio medial estou fazendo fisioterapia.
    Quanto de recuperação preciso para voltar a praticar esporte movamente?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 19:25h, 29 agosto Responder

      oi, Ricardo!
      Entendo a ansiedade que a lesão pode estar te causando, mas fica difícil eu emitir uma opinião sem ver teus exames e te examinar minuciosamente.
      A chave do sucesso do tratamento começa por um diagnóstico acurado.
      As lesões musculares são traiçoeiras e podem recidivar.
      Na minha pratica clinica, apos o diagnostico do grau da lesão, sempre indico tratamento intensivo de fisioterapia e reavalio a cada 2 semanas com ultrassom para que haja a melhor cicatrizacao possível com a melhor elasticidade e menos cicatriz (fibrose).

  • Guedson
    Postado as 00:58h, 28 novembro Responder

    Perfeito DR matéria super completa e muito bem explicada. Eu acho que tive um rompimento de primeiro grau fazendo exercícios e corrida, foi na hora de fazer a elevação aquele de ficar na ponta do pé e abaixar para desenvolver a panturrilha. Eu senti uma dor como se fosse uma câimbra, depois disso parecia que minha panturrilha travava a dor não era muito forte mas da pra sentir tipo um corte no músculo fico como se tive-se um buraquinho na panturrilha logo em baixo da batata da perna. O que eu achei estranho é que uma veia no lado da minha panturrilha na lateral da parte superior está um pouco inchada e parece que tem uma bolinha ali.

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 09:16h, 28 novembro Responder

      oi, Guedson.
      As lesões musculares são traiçoeiras e podem recidivar.
      Na minha pratica clinica, apos o diagnostico do grau da lesão, sempre indico tratamento intensivo de fisioterapia e reavalio a cada 2 semanas com ultrassom para que haja a melhor cicatrizacao possível com a melhor elasticidade e menos cicatriz (fibrose).
      Procure um medico de confiança.

  • Edmundo Reis
    Postado as 17:29h, 30 novembro Responder

    Boa tarde, ultimamente tive duas distensões do músculo SOLEO. Existe alguma forma de acelerar o tratamento e tipo de alimento que possa prevenir reincidências?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 10:44h, 03 dezembro Responder

      oi, Edmundo.
      Não existe forma de se acelerar.
      O ideal é realizar uma boa reabilitação.
      abs

  • Rita
    Postado as 07:07h, 02 dezembro Responder

    Olá Dr.
    Levei uma pancada muito forte na barriga da perna em Agosto passado, e agora tenho um edema, dor ao massajar e muita comichão. Mas não sinto dor ao andar/mover. Pode pf dizer porque tenho comichão na pele? E se é normal demorar tanto tempo a sair edema?
    Obrigada

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 10:44h, 03 dezembro Responder

      oi, Rita.
      Impossível responder estas questões sem uma avaliação medica minuciosa.
      att

      Dr Adriano Leonardi

  • carlos eduardo
    Postado as 16:50h, 18 dezembro Responder

    Sofri uma lesão no final de semana passado, fui arrancar (explosão) com a bola em uma partida de futebol, escutei um estalo tec, como se arrebentasse alguma coisa, dai minha panturrilha inchou absurdamente e não conseguia nem mexer a perna, dor tremenda, hoje ainda mancando não consigo apoiar o pé nem ficar nas pontas dos pés, o artigo descreveu perfeitamente meus sintomas, e tirou várias duvidas, parabéns texto muito elucidativo.

  • Andre Euzebio de Freitas
    Postado as 10:34h, 24 março Responder

    Tenho 46 anos ,,170 de altura com 85 Kg, .Ultimamento venho sendo interrompido pelas dores na panturrilha acompanhadas agora com fisgadas se aproximando do calcanhar, estou mto triste em pensar em viver sem as minhas corridinhas .diarias.
    Apareceram 1 sisto em cada panturrilha.
    Sou de PE Dr. e estou na ansiedade como posso resolver esse problemas.
    Obrigado e sucesso no seu trabalho

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 10:22h, 25 março Responder

      Oi, Andre.

      Entendo a ansiedade que a lesão possa estar te causando, mas fica difícil eu te orientar sem te examinar e ver seus exames.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar.
      O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021/2507 9024

      Cordialmente,

      Dr Adriano Leonardi

  • Jaqueline
    Postado as 07:32h, 08 abril Responder

    Sofri um acidente com maquita, no qual rompeu parte da musculatura da panturrilha, tomei 38 pontos ! Já fazem 4 meses!!! Estou querendo retomar academia e fazer musculação, mas ainda sinto um pouquinho de dor quando exército a panturrilha…. gostaria de saber o prazo para retomar a academia!!

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 08:49h, 08 abril Responder

      oi, jaqueline
      em casos assim, é muito importante que o grau da função da sua musculatura seja determinada p/ que a transição ao esporte seja bem realizada.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer poder te avaliar.

  • Wilson
    Postado as 08:53h, 19 maio Responder

    Tive um estiramento na panturrilha em fevereiro na perna direita ao fazer velocidade em uma pista de atletismo, não sinto mais dores só que as duas pernas estão inchando, já foi feito vários exames (curacao, rins), e nada.
    É normal isso????? Isso fevereiro que ocorreu.

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 19:43h, 20 maio Responder

      oi, Wilson.
      As lesões musculares são traiçoeiras e podem recidivar.
      Na minha pratica clinica, apos o diagnostico do grau da lesão, sempre indico tratamento intensivo de fisioterapia e reavalio a cada 2 semanas com ultrassom para que haja a melhor cicatrizacao possível com a melhor elasticidade e menos cicatriz (fibrose).

Poste um Comentário