fbpx
 

Você sabe o que é luxação patelar?

Voce sabe o que e luxacao patelar

Você sabe o que é luxação patelar?

Um grande número de pessoas, atletas e não atletas, sofre algum tipo de lesão em algum momento da vida, principalmente em um osso chamado patela. Ele é um dos quatro ossos principais do joelho e, normalmente, fica encaixado no fêmur, mais especificamente em uma região conhecida como tróclea. A luxação da patela ou, ainda, luxação patelofemoral, então, ocorre quando esse osso sai do lugar.

Luxação da patela: descubra o que é

O joelho é uma das articulações mais importantes do corpo humano, cujos ossos principais, além da patela, incluem o fêmur, a tíbia e a fíbula. Suporta o nosso peso e nos permite caminhar, correr, pular e nos movimentar com eficácia. Mas, por isso mesmo, é uma das articulações que sofre o maior risco de lesões no corpo. 

A luxação da patela é o tipo mais comum de luxação do joelho. Como mencionado anteriormente, consiste no deslocamento repentino da patela de sua posição natural na articulação patelofemoral. Isso faz com que a patela deixe a sua posição normal e não fique mais alinhada com o fêmur. 

Esse movimento geralmente ocorre lateralmente para a parte externa da perna. Assim, à medida que a patela se move para fora, a deterioração dos ligamentos e da cartilagem também ocorre frequentemente.

Quais são as causas da luxação patelar?

Antes de mais nada, para entender como ocorre a luxação da patela, é fundamental ter em mente que a patela é o osso encarregado de proteger o joelho e ligá-lo ao quadríceps, o que nos permite dobrar e estender o joelho. Ou seja, tem importância para o nosso movimento e, por isso, não é surpreendente a quantidade de lesões nessa área.

Alguns fatores inerentes da pessoa, como a má formação da patela e do trilho onde ela corre, chamado de tróclea femoral, predispõem a luxação patelar.

Como regra geral, acidentes e movimentos rápidos de torção do joelho, que são comuns em vários esportes, são as causas mais comuns. Pode ocorrer, inclusive, como resultado de uma mudança repentina na direção da perna ao pisar no solo. Isso coloca sua patela sob estresse.

Além disso, a luxação patelar pode ser causada por um forte trauma, como uma pancada, que faz com que ela se mova de sua posição usual. Contudo, a lesão também pode ocorrer indiretamente, por uma entorse no joelho.

E os sintomas?

Quando ocorre pela primeira vez, de modo geral, a luxação patelar irá causar dor e inchaço e o osso do joelho parecerá fora do lugar. Em um primeiro momento, a incapacitação é pequena, mas, aos poucos vai impossibilitando a pessoa de andar, dirigir e dobrar o joelho.

Por exemplo, as pessoas que sofrem vários episódios de luxação passam por uma situação mais amena. Nestes casos muitas vezes a patela sofre o deslocamento, mas volta para o lugar rapidamente. Obviamente, você sente dor também, mas pode não ser tão intensa. Além disso, você nem consegue ver direito, apenas tem a sensação de que o seu joelho saiu do lugar. 

Quais são as causas da luxação patelar?

É possível apoiar a perna no chão, ainda que com dor, e não há perda de força para esticar o joelho. Alguns pacientes podem se sentir fracos e não conseguir apoiar a perna no chão. Contudo, os episódios posteriores costumam ser menos dolorosos, o que não significa que sejam menos graves.

Já em outras situações, a patela sai do lugar e não volta sozinha. Você consegue ver que ela está fora do lugar, pois o joelho parece deformado, flexiona e não pode ser esticado não só pela dor, mas porque falta força. E você também pode sentir muita dor e sensibilidade na região, o que impossibilita andar e apoiar o peso do corpo na perna machucada.

Conheça as opções de tratamento

O tratamento para luxação da patela deve ser realizado o mais rápido possível após o deslocamento e consiste em reduzir manualmente a luxação através da manobra de redução. Ou seja, recolocar o osso em sua posição original na articulação. Vale ressaltar que somente um ortopedista pode realizar essa manobra.

Além disso, na fase inicial, o tratamento após uma luxação da patela envolve o uso de gelo e medicamentos anti-inflamatórios. Eventualmente, o médico também poderá indicar a utilização de imobilizadores.

A fisioterapia desempenha um papel importante no tratamento. Isso porque pode ajudar a melhorar a função da musculatura. Quando a patela luxa mais de uma vez, chamamos a doença de luxação recidivante da patela, e, após 3 episódios, a cirurgia também pode ser um método de tratamento aconselhado. E quando o deslocamento é recorrente, essa é a única forma de recuperar a estabilidade do joelho.

A técnica atualmente mais utilizada é a reconstrução do ligamento femuro-patelar medial, perdido na 1.a luxação.

Se a luxação recidivante da patela tiver causado algum dano cartilaginoso ao joelho, tecnicas de tratamento cirurgico cartilaginoso como a membrana de colageno, micro-fratura ou mosaicoplastia podem ser empregadas.

luxação recidivante da patela

Agende uma consulta com um médico especialista

Quando a luxação da patela ocorre, isso gera muita dor, incapacidade imediata e até demonstra uma deformidade notável. Essa é uma situação grave e, portanto, deve ser tratada rapidamente por um médico especialista. Por isso, agende agora mesmo uma consulta com o Dr. Adriano Leonardi!

Dr. Adriano Leonardi
[email protected]

Dr. Adriano Leonardi possui 20 anos de experiência em Ortopedia. É Médico Ortopedista Especialista em Joelho; Mestre em Ortopedia e Traumatologia; Médico do Esporte; Membro da Diretoria da Sociedade Paulista de Medicina Desportiva; Colunista e Consultor dos Sites 'Eu Atleta' e 'Globo Esporte'. Agende sua Consulta: (11) 94754-9183

Não há comentários

Poste um Comentário

Olá!

Gostaria de receber uma ligação?