Tratamento Não Cirúrgico da Lesão do Ligamento Colateral Medial – LCM

Tratamentos Não Cirúrgico da Lesão do Ligamento Colateral Medial

Tratamento inicial

 

Na fase aguda, logo após o trauma ao joelho, independente do diagnóstico do grau da lesão, o tratamento inicial segue o protocolo PRICE com repouso, gelo, compressão e elevação. O suporte de peso de proteção é instituído com muletas. Se a dor for muito grande e o inchaço exuberante, uma joelheira ou uma órtese de joelho com dobradiça vertical, individualizada pode ser utilizada para o conforto do paciente. Isto é continuado até que uma marcha normal seja obtida.

Tratamento não cirúrgico

infiltração para tratamento da lesão do ligamento colateral medialA gravidade da lesão determina o tratamento. As lesões de grau 1 e 2 são rotineiramente tratadas de forma não cirúrgica através de um programa de fisioterapia incluindo:

  • Recursos regenerativos como laser e ultrassom por todo o trajeto do ligamento;
  • Manutenção de todo o arco de movimento do joelho;
  • Programa de fortalecimento do músculo da coxa.

Infiltração no ligamento colateral medial

 

Por se tratar de uma estrutura rica em fibras multi-direcionais, é muito comum que o LCM cicatrize mantendo traves fibrosas, principalmente quando a lesão ocorre na região da proeminência óssea denominada epicôndilo medial. Nesses casos, a dor pode se perpetuar e torna-se incapacitante. É consenso entre traumatologistas do esporte que a infiltração local através do método de micro-perfurações ajuda o organismo a “dissolver” estas traves, trazendo alivio muito rápido. Na grande maioria das vezes, o sucesso pode ser obtido com apenas uma aplicação. Mas, em alguns casos, podemos fazer de 2 a 3 aplicações.

 

Continue lendo

 

+ O que é a Lesão do Ligamento Colateral Medial
+ Diagnóstico da Lesão do Ligamento Colateral Medial
+ Tratamento Cirúrgico da Lesão do Ligamento Colateral Medial
+ Prevenção da Lesão do Ligamento Colateral Medial