fbpx
 

Sequelas da Síndrome de Osgood-Schlatter na vida adulta

Sequelas da Síndrome de Osgood-Schlatter na vida adulta

A Síndrome Osgood-Schlatter  (também conhecida como Síndrome da tração do tubérculo tibial apofisárias ou apofisite da tuberosidade tibial anterior) é uma irritação da cartilagem de crescimento pelo tracionamento excessivo do tendão patelar na sobre a tuberosidade tibial anterior (TAT) do joelho que, tipicamente ocorre em meninos e meninas em idade ativa 9-16  coincidindo com períodos de estirão de crescimento. Ocorre mais freqüentemente em meninos do que em meninas, com relatos de uma relação masculino-feminino variando entre 3:1 e tão alta como 7:1. E  diferença pode estar relacionada tanto por  uma maior participação dos meninos no esporte e quanto por maior força na execução.

Sequelas Síndrome Osgood Schlatter

O  stress repetitivo da contração do quadríceps é transmitida através do tendão patelar para a tuberosidade da tíbia imaturo. Isso pode causar micro-fraturas por avulsão (arrancamento) associado a um processo inflamatório do tendão, levando ao crescimento ósseo em excesso na tuberosidade e produzindo uma protuberância visível que pode ser muito doloroso quando tocado e atividades, tais como ajoelhar, correr, jogar futebol, handball, volley, basquete, lutar e dançar. Tipicamente, a síndrome desenvolve-se lentamente com períodos de melhoria e piora alternantes e sem trauma ou outra causa aparente, no entanto, em alguns casos, até 50% dos pacientes dos pacientes relatam uma história trauma (contusão) desencadeando os sintomas.

A condição é geralmente auto-limitante e é causada pelo stress no tendão patelar que liga o músculo quadríceps na parte da frente da coxa para a tuberosidade tibial anterior, que ocorre na fase de “estirão de crescimento” do adolescente. Por isso, é muito comum ortopedistas orientarem os pais que a condição vai melhorar com o final do crescimento. Apesar de muitos orientarem o afastamento de atividades esportivas, particularmente, costumo detectar e corrigir distúrbios biomecânicos como encurtamento muscular de isquiotibiais (posteriores de coxa), fraqueza e perda da capacidade de dissipação de energia cinética de quadríceps (anteriores de coxa) e de glúteos médio e mínimo na quadril e orientar quanto a possíveis erros de treino, sendo mais comum exageros de volume e frequência de treinos.

Na vida adulta, a sequela mais comumente vista, é o aumento do volume da TAT, causando uma protuberância no terço inferior do joelho que, raramente causa algum incomodo, exceto quando o individuo executa alguma atividade ajoelhado.

Em alguns casos, no entanto, pode haver fragmentação e destacamento da TAT, que podem ficar abaixo ou dentro do tendão patelar. Durante a pratica esportiva ou até mesmo em atividades do dia a dia, estes fragmentos instáveis se chocam com a tíbia, causando reação inflamatória cônica com queixas de dor e atrofia muscular, limitando a performance esportiva.

Sequelas Síndrome Osgood Schlatter

Apesar de alguns pacientes referirem melhoria de sintomas com o tratamento conservador, incluindo a fisioterapia e o fortalecimento muscular, na maioria dos casos, há perda de performance esportiva, na tentativa, mesmo que inconsciente de se evitar dor.

Sequelas Síndrome Osgood Schlatter

Assim como a maior parte dos autores, acredito que, nestes casos, está indicada a remoção cirúrgica do fragmento. Segundo a literatura, havendo uma boa reabilitação pos-operatoria focada no fortalecimento e reequilíbrio muscular, em 85 a 90% dos casos, houve retorno pleno a atividades esportivas pré-lesionais.

Referências

  • Trail IA. Tibial sequestrectomy in the management of Osgood-Schlatter disease. J Pediatr Orthop. 1988; 8(5):554-557.
  • Mital MA, Matza RA, Cohen J. The so-called unresolved Osgood-Schlatter lesion: a concept based on fifteen surgically treated lesions. J Bone Joint Surg Am. 1980; 62(5):732-739.
  • Flowers MJ, Bhadreshwar DR. Tibial tuberosity excision for symptomatic Osgood-Schlatter disease. J Pediatr Orthop. 1995; 15(3):292-297.
  • Binazzi R, Felli L, Vaccari V, Borelli P. Surgical treatment of unresolved Osgood-Schlatter lesion. Clin Orthop Relat Res. 1993; (289):202-204.
  • Orava S, Malinen L, Karpakka J, et al. Results of surgical treatment of unresolved Osgood-Schlatter lesion. Ann Chir Gynaecol. 2000; 89(4):298-302.
  • Robertsen K, Kristensen O, Sommer J. Pseudoarthrosis between a patellar tendon ossicle and the tibial tuberosity in Osgood-Schlatter’s disease. Scand J Med Sci Sports. 1996; 6(1):57-59.
  • Lynch MC, Walsh HP. Tibia recurvatum as a complication of Osgood-Schlatter’s disease: a report of two cases. J Pediatr Orthop. 1991; 11(4):543-544.
  • Ferciot CF. Surgical management of anterior tibial epiphysis. Clin Orthop Relat Res. 1955; (5):204-206.

Thomson JE. Operative treatment of osteochondritis of the tibial tubercle. J Bone Joint Surg Am. 1956; 38(1):142-148.

 

Quer Saber Mais Sobre Crianças e Adolescentes?

 

 

Acesse nosso Canal no Youtube e Inscreva-se:

 

 

Dr. Adriano Leonardi
[email protected]

Dr. Adriano Leonardi possui 20 anos de experiência em Ortopedia. É Médico Ortopedista Especialista em Joelho; Mestre em Ortopedia e Traumatologia; Médico do Esporte; Membro da Diretoria da Sociedade Paulista de Medicina Desportiva; Colunista e Consultor dos Sites 'Eu Atleta' e 'Globo Esporte'. Agende sua Consulta: (11) 94754-9183

26 Comentários
  • Carolina Matsuda
    Postado as 23:14h, 19 novembro Responder

    Boa noite Dr. Adriano ,
    Meu filho tem 12 anos , joga futebol society 3 x semana faz uns 2 anos.
    Além dos treinos de semana, aos finais de semana participa de compeonatos.
    Faz umas 3 semanas referiu leve dor no joelho , passou sem intervenção .
    Faz uma semana reclamou novamente se dor após um jogo , dia seguinte teve um treino físico pesado , bem forçado e sentiu dor novamente .
    Porém a dor leve não estava sendo impeditivo de jogar pois não incomodava tanto .
    Hoje foi jogar e durante o jogo sentiu dor e após isso ele não consegue dobrar a perna , tem muita dor ao dobrar e andar.
    Levei ao pronto socorro, fez RX e o médico comentou que seria provavelmente a síndrome de Osgood Schlatter , pediu para retornar ao ambulatório para acompanhar .
    Orientou analgésico se dor e compressa gelada local.
    Gostaria de saber se existe alguma opção de tratamento que tenha esperança de voltar a jogar futebol.
    Obrigada !

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 08:57h, 21 novembro Responder

      oi, Carolina.
      Com um bom acompanhamento, a SD osgood schlatter permite sim que o atleta mantenha a pratica esportiva.
      Se a sra quiser trazer seu filho para uma avaliação, será um prazer poder te ajudar.
      o endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021/2507 9024

      Cordialmente,

      Dr Adriano Leonardi

  • Saulo Eder
    Postado as 17:03h, 01 fevereiro Responder

    Em casos extremos como o meu que a mesma está bem grande e bastante inflamada, pois quanto terminei meu crescimento base de 22 anos a dor parou, mais 6 anos depois comecei a sentir fortes dores na região e a mesma voltou a crescer, já está super visível, seria indicado uma cirurgia?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 17:40h, 02 fevereiro Responder

      Boa tarde, Saulo

      Provavelmente sim.
      Se voce realmente estiver tendo evolução da doença e algum fragmento osseo se destacou e entrou dentro do tendao patelar , o mesmo tem que ser retirado.
      Procure um especialista em joelho.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar.

  • Catia
    Postado as 07:36h, 08 março Responder

    Bom dia, Dr. Adriano !

    Tenho 35 anos, tive a doenca-de-osgood-schlatter aos 11 anos, fui diagnosticada porém não fui tratada. Até hoje sofro com a doença. Hoje não consigo agachar sempre que agacho, solicito ajuda, pois não consigo me levantar. Sinto dor e ao andar parace que perco a força do passo isso no joelho direito, de um tempo para cá o joelho esquerdo desencaixa. Na fase adulta ainda tem tratamento ??? No joelho direito tem uma saliencia de mais ou menos uns 5 mm. Preciso de juda.

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 08:46h, 08 março Responder

      oi, Catia.

      Se vc tiver o fragmento solto dentro do tendão, provavelmente, haverá indicação de tratamento cirúrgico.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer poder te avaliar.

  • Hugo Leonardo
    Postado as 22:56h, 10 março Responder

    Boa noite, Dr. Eu já estou com 28 anos, e ainda tenho esse problema, tenho sentido muitas dores, fico até limitado para fazer alguns exercícios, e já sinto incomodo ate para agachar, pretendo operar… Onde você consulta?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 09:17h, 11 março Responder

      oi, Hugo.
      Será um prazer.
      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021/2507 9024

  • Marcos
    Postado as 20:35h, 25 setembro Responder

    Dr, boa noite. Tenho 37 anos, 1,95 altura e possuo está protuberância (carocinho) abaixo do joelho direito, ao toca-lo sinto muita dor,. Nunca parei com atividade física, porém nos últimos tempos está inflamação tem me incomodado muito. Percebo que está protuberância se move ao esticar a pele do joelho, talvez pq seja algo relacionado a cartilagem e não no osso. Enfim… Sou leigo. Se realmente o diagnóstico for a síndrome de OS, e provavelmente cirúrgico, gostaria de saber se a cirurgia é algo simples, se é anestesia local, e necessita de repouso extremo no pós cirúrgico e por quantos dias?? Obrigado!!

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 17:11h, 26 setembro Responder

      oi, Marcos

      Provavelmente, vc é um candidato à remoção cirúrgica do fragmento.
      Para te responder isso com ctz, precisaria te examinar e ver as imagens de seus exames.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar.
      O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021
      whatsapp: (11)940065262

      Cordialmente,

      Dr Adriano Leonardi
      CRM/SP 99660

  • Henry
    Postado as 18:17h, 24 março Responder

    Gostaria de saber que se com 38 anos e sem dores é possivel fazer a cirurgia, simplesmente por estética, se tem algum risco para minha saúde pós operatório se caso occorrer a remoção?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 06:54h, 02 abril Responder

      Oi, Henry.

      É possível sim operar na sua idade.

      Para te responder isso com maior precisão, precisaria te examinar e ver as imagens de seus exames.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar.
      O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021
      whatsapp: (11)940065262

      Cordialmente,

      Dr Adriano Leonardi
      CRM/SP 99660

  • Wilson
    Postado as 12:34h, 08 abril Responder

    Dr boa tarde tenho 22 anos jogo futebol sinto sintomas desta doença a ums oito meses porém estou em repouso e cm a fisioterapia fortalecimento muscular a dois meses e já não sinto mais dor no local me sinto normal mais não estou seguro de volta à jogar com medo de voltar os sintomas pode me ajudar

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 16:47h, 08 abril Responder

      Para te responder isso, eu precisaria te examinar para ver se ficou algum grau de instabilidade e comprometimento de seu equilíbrio muscular.

      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer te avaliar.

      Att

      Dr. Adriano Leonardi

  • Hugo
    Postado as 16:49h, 01 junho Responder

    Eu posso conviver com isso ? Ou futuramente vai prejudicar meu joelho?

  • Renan
    Postado as 16:16h, 24 junho Responder

    Doutor agora em quarentena, não tenho como ir no medico porém eu gostaria de saber, se é tudo bem eu ficar em casa ou conviver com isso normalmente, ele está pequeno, eu após bater a parte traseira do joelho em uma maquina de costura encima de uma cadeira sinto a bolinha ali como osgood schallter, porém queria saber, me ajuda doutor pfv <3

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 16:47h, 24 junho Responder

      Oi, Renan

      Para te responder isso, precisaria te examinar e ver as imagens de seus exames.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar.

      O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021
      whatsapp: (11)94754-9183

      Se tiver dificuldade em consulta presencial, meu link para Telemedicina é https://adrianoleonardi.com.br/telemedicina/

      Cordialmente,

      Dr Adriano Leonardi
      CRM/SP 99660

      • Renan
        Postado as 18:15h, 24 junho Responder

        Assim doutor eu acho que pode ser até um deslocamento leve por que eu ando e tudo normal, porem nao to fazendo exercicios, e não sinto dor nem nada, porem é bem parecido com osgood schalatter , só queria saber mesmo de coração o que eu devo fazer em casa? por que eu to sem whats app no momento assim que eu instalar eu te chamo la no whats, mas eu precisava mt de uma resposta pois isso tem me afetado muito emocionalmente ,por que não sei como lidar, o que tomar pra melhorar, ou pra isso sumir

  • Leonardo
    Postado as 10:36h, 20 julho Responder

    Bom dia Dr, tenho 23 anos e uma pequena pretuberancia na tuberosidade da tíbia direita que caracteriza uma sequela de Osgood schlatter, sinto dor ao apoia-lo no chão e ele inflama quando ele fica parado no frio, o “caroço” é pequeno, tenho o joelho genoflexo mas sou praticante de yoga e tenho um alongamento razoável… gostaria de saber se existe alguma forma de resolver o problema sem cirurgia?? E se for necessário a cirurgia, se ficará algum pino ou parafuso no joelho??

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 12:14h, 23 julho Responder

      Oi, Leonardo

      Para te responder isso, precisaria te examinar e ver as imagens de seus exames.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar.

      O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021
      whatsapp: (11)94754-9183

      Se tiver dificuldade em consulta presencial, meu link para Telemedicina é https://adrianoleonardi.com.br/telemedicina/

      Cordialmente,

      Dr Adriano Leonardi
      CRM/SP 99660

  • sueli
    Postado as 19:14h, 30 agosto Responder

    boa noite .
    é possivel uma pessoa adulta com 53 anos, sexo feminino ter -sindrome-osgood-schlatter.
    obrigada .

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 10:14h, 02 setembro Responder

      Nesta idade, tem-se a sequela da Sd Osgood-Schlatter.
      Geralmente, o tto é cirúrgico

  • Marcos
    Postado as 18:19h, 26 dezembro Responder

    Olá doutor sou o marcos , estou com essa lesão nos dois joelhos e artrose no joelho esquerdo .
    Gostaria de passar com o senhor mais no momento. Ao tenho condições de agendar uma consulta .
    Estou sentindo muitas dores no joelho esquerdo.
    Tenho 45 anos .já fiz 2 cirurgias .

  • Francivaldo Santos
    Postado as 12:42h, 07 março Responder

    Dr eu tenho 46 anos e agora que percebi esse osso crescendo abaixo do joelho, sinto poucas dores ainda. O que faço?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 08:25h, 09 março Responder

      Oi, Francivaldo.

      Possivelmente, o tto será cirurgico.
      Para te responder isso, precisaria te examinar e ver as imagens de seus exames.
      Se puder passar em consulta comigo, será um prazer pode te ajudar.

      O endereço e telefones do consultório sao:

      Rua Bento de Andrade,103
      Ibirapuera SP/SP
      Tels. (11) 2507 9021
      whatsapp: (11)94754-9183

      Se tiver dificuldade em consulta presencial, meu link para Telemedicina é https://adrianoleonardi.com.br/telemedicina/

      Cordialmente,

      Dr Adriano Leonardi
      CRM/SP 99660

Poste um Comentário