Tratamento Avançado da Condromalácia Patelar

Tratamento Avançado da Condromalácia Patelar

Compartilhe:

Nos últimos 20 anos, com a melhor compreensão da condromalácia, da condropatia patelar, da lesão cartilaginosa e da artrose, diversos protocolos foram desenvolvidos.

O sucesso do tratamento envolve uma somatória de fatores listados abaixo:

1. Avaliação do grau da condromalácia patelar

Sabe-se que graus mais avançados, como a condromalácia patelar grau IV, estão ligados à sinovite artrítica e progressão para a artrose. Estudos recentes mostram que é possível atuar na doença, prevenindo sua evolução e consequente agravo.

Para isso, contamos com um rol de medicamentos administrados via oral e a infiltração com ácido hialurônico com ou sem associações e de diversos pesos moleculares.

Na foto, a ressonância magnética mostra uma imagem de condromalacia grau IV

Na foto, a ressonância magnética mostra uma imagem de condromalácia grau IV.

 

2. Avaliação muscular direcionada a condromalácia

  • Envolve a avaliação do equilíbrio muscular pelo teste isocinético.
  • Testes funcionais – avaliando a agilidade e resposta neuro-motora
  • Testes biomecânicos – avaliando como os membros se compram durante o movimento. Essencial para pessoas que praticam corrida de rua.

 

O teste isocinetico tem muita importância na avaliação da condromalacia

O teste isocinetico tem muita importância na avaliação da condromalacia

 

3. Prescrição dos exercícios para a condromalácia patelar.

Com o auxílio da equipe multidisciplinar composta por fisioterapeutas, educadores físicos e o médico do esporte, realizamos a prescrição dos exercícios para a condromalacia de maneira individualizada e progressiva. A troca do treino deve ser periódica.

A mesma equipe também promove o retorno gradual ao esporte através de planilhas de aumento gradual de volume e intensidade do treino.

O agachamento, por exemplo é um exercício que pode ser prescrito pela equipe, dependendo da função e grau da condromalacia patelar

O agachamento, por exemplo é um exercício que pode ser prescrito pela equipe, dependendo da função e grau da condromalácia patelar.

 

Quer saber mais sobre condromalácia patelar?

 

 

Veja mais sobre Condromalácia Patelar: 

 

 


Compartilhe:
Dr. Adriano Leonardi
dr@adrianoleonardi.com.br

Dr. Adriano Leonardi possui 20 anos de experiência em Ortopedia. É Médico Ortopedista Especialista em Joelho; Mestre em Ortopedia e Traumatologia; Médico e Fisiologista do Esporte; Membro da Diretoria da Sociedade Paulista de Medicina Desportiva; Colunista e Consultor dos Sites 'Eu Atleta' e 'Globo Esporte'. Agende sua Consulta: (11) 2507-9021 ou 2507-9024

10 Comentários
  • JOSÉ BONA FILHO
    Postado as 11:11h, 11 dezembro Responder

    Gostei muito das esplicações fornecidas pelo Dr. Adriano, um abrço.

  • Filipe
    Postado as 16:11h, 15 dezembro Responder

    Doutor tem horario para essa semana apos as 19?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 17:08h, 15 dezembro Responder

      Oi, Filipe.
      Por favor entre em ctt com a recepção da minha clinica no número (11) 25079021.
      Obrigado

  • Flávia Oliveira
    Postado as 12:25h, 13 janeiro Responder

    Dr. Adriano,

    Boa tarde,

    A Candromalácia Patelar Grau IV associada à pequena rotura obliqua do menisco medial já seria um indicativo de cirurgia? Em um paciente de 42 anos?
    No meu caso específico, não sentia dores no joelho e nem tinha inchaços,. Contudo, no ultimo mês forcei na corrida e no agachamento, o que gerou inchaço leve e algumas dores. Assim, descobri o nível avançado da candropatia no joelho direito e a lesão meniscal. No esquerdo estou com nivel II. Também descobri que meu encurtamento da perna esquerda deve ter favorecido esse processo.
    É possível um tratamento mais conservador inicialmente?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 09:25h, 14 janeiro Responder

      oi, Flavia.
      É possível sim um tratamento conservador sim.
      Em alguns casos assim, costumo infiltrar o joelho com acido hialuronico associado a antiinflamatórios e fisioterapia com excelentes resultados,
      Mas, em pacientes jovens como vc, vale a pena avaliar melhor a lesão meniscal e, se ela for a causa de seus sintomas, o ideal é resolver logo, pois ela pode progredir.
      Hj em dia, temos optado pela sutura do menisco.
      att

      Dr. Adriano Leonardi

  • Adriana Freitas
    Postado as 08:40h, 19 fevereiro Responder

    Bom dia Dr. Adriano.
    Tenho alterações degenerativas no joelho direito, condromalácia patelar grau IV e focos de lesão em espelho grau III, além de edema na gordura de hoffa e condropatias na superfície de carga femorotibial medial. Faço musculação supervisionada apenas com isometria para não sobrecarregar os joelhos, mas a dor acaba me levando à descontinuidade da prática. Neste quadro descrito, existe indicativo cirúrgico?
    Grata!
    Adriana Freitas

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 17:51h, 19 fevereiro Responder

      oi, Adriana.
      Tudo depende da analise das imagens e do exame fisico.
      Se houver sinais da hiper-pressão patear com sinais de complicação cartilaginosa, eu costumo operar.
      Se houver uma condropatia moderada, eu sempre tento um acido hialuronico de medico peso molecular e os resultados tem sido muito bons!

  • alexndre
    Postado as 22:32h, 21 fevereiro Responder

    Tenho uma pergunta. Eu tenho condromalacia 4 . Já fui em alguns especialistas e não indicam operação. Porém mesmo eu fazendo fortalecimento constante não percebo melhoras significativas. Se for para operar que tipo de operação posso fazer?

    • Dr. Adriano Leonardi
      Postado as 05:49h, 22 fevereiro Responder

      Oi, Alexandre.
      Algumas pessoas nascem com uma predisposição a fazer hiper pressão na cartilagem devido a mal alinhamento da patela.
      Nesses casos, está sim indicado o tratamento cirúrgico.
      Se você puder passar em avaliação comigo será um prazer!

Poste um Comentário