Tratamento para Lesão da Cartilagem do Joelho

Confira os Principais Tratamentos para Lesão da Cartilagem do Joelho

Tratamento da Lesão da Cartilagem do JoelhoQuando falamos sobre o tratamento da lesão da cartilagem do joelho, sendo ela cirúrgica ou não, temos que ter alguns conceitos básicos muito importantes em mente:

 

1 – Não existe uma técnica ou um algoritmo exato para cada tipo de lesão. Fatores como idade do paciente, nível de atividade física, localização, presença ou não de artrose tamanho e extensão da lesão da cartilagem do joelho devem ser levados em conta pelo cirurgião.

 

2 – Mesmo que a técnica mais adequada tenha sido escolhida e executada por um cirurgião muito experiente, a resposta biológica, ou seja, a cicatrização da cartilagem vai variar de pessoa a pessoa e o resultado final pode ou não ser o desejado. Infelizmente, é muito frequente vermos lesões sendo muito bem operadas não tendo resultados desejados.

Tratamento Não Cirúrgico da Lesão da Cartilagem do Joelho

Indivíduos mais velhos e que já apresentam condropatia avançada do joelho podem se beneficiar com o tratamento conservador que engloba a fisioterapia e procedimentos como a infiltração do joelho com ácido hialurônico, procedimento conhecido como viscossuplementação; ou entrarem no rol do tratamento da artrose.

Tratamento Cirúrgico da Lesão da Cartilagem do Joelho

As técnicas cirúrgicas para o tratamento da lesão da cartilagem do joelho dividem-se em:

 

Técnica paliativa

Consiste basicamente na realização de uma artroscopia do joelho para realizar o que chamamos de toalete, ou limpeza, ou ainda sinovectomia. Neste procedimento, uma câmera é inserida por um orifício cirúrgico do joelho e, através de outro orifício, grande parte do tecido da artrose é retirado como espessamentos da membrana, osteófitos (bicos de papagaio) e pedaços soltos de cartilagem do joelho. O procedimento é feito em meio líquido (soro fisiológico).

 

O procedimento está ligado a taxas de 40 a 50% de alívio de sintomas e acredita-se que o alívio está ligado também ao fato do líquido artrítico ser lavado durante o procedimento, retirando-se portanto as enzimas inflamatórias.

 

Tratamento da Lesão da Cartilagem do Joelho

Ilustração de uma artroscopia do joelho para uma toalete (limpeza) articular

 

Técnica restauradora

Tradicionalmente conhecida como técnica da micro fratura. A ideia básica é a de retirar a cartilagem lesada e estimular a criação de um novo tecido através de raspagem óssea, que chamamos de cruentização, seguida da confecção de diversos pontos de perfuração com um instrumental que chamamos de “ice picking”.

 

Tratamento da Lesão da Cartilagem do Joelho

Na ilustração, a técnica da micro fratura da cartilagem, popularmente conhecida como raspagem, seguida das perfurações.

 

Com isso, espera-se que haja migração de células-tronco da medula óssea que se transforma em um tecido muito semelhante à cartilagem do joelho original denominada fibrocartilagem.

 

Técnicas reconstrutivas

 

Biomembrana

 

Tratamento da Lesão da Cartilagem do Joelho

A relativamente nova técnica da biomembrana.

 

Técnica relativamente nova, onde o defeito cartilaginoso mais extenso é também trabalhado, perfurado, e a seguir, uma membrana biológica (biomembrana ou scafold) é inserida e as bordas do defeito são costuradas, tampando-se o defeito da cartilagem do joelho. Acredita-se que assim haja formação de uma cartilagem o mais semelhante possível da original do joelho.

 

Mosaicoplastia do joelho

Técnica mais tradicional, onde o defeito cartilaginoso é trabalhado e retirado através de um tubo oco que chamamos de trefina. A seguir, o defeito é preenchido com um plugue contendo osso e cartilagem (osteocondral) de mesmo tamanho retirado de uma área cartilaginosa doadora sadia, em geral, uma área que não recebe peso. Neste procedimento, diversos plugues osteocondrais podem ser retirados para o preenchimento da lesão.

 

Tratamento da Lesão da Cartilagem do Joelho

Na imagem, a tradicional técnica de mosaicoplastia de retirada de plugues de uma área doadora e inserção em uma receptora.

 

 

Técnicas cirúrgicas menos comuns

Há também uma série de técnicas cirúrgicas alternativas usadas às vezes para tratar os danos da cartilagem, incluindo:

 

Transplante osteocondral de aloenxerto

Semelhante à mosaicoplastia, mas com a diferença da cartilagem de substituição ser obtida de um doador cadáver. Indicada para lesões muito grandes e extensas da cartilagem.

 

Transplante autólogo de condrócitos

Esta técnica desenvolvida na cidade Sueca de Gotemburgo, onde tive o prazer de realizar meu aprimoramento, envolve conceitos básicos de engenharia de tecido. Nela, primeiro pegamos uma pequena amostra de células de cartilagem da articulação. A seguir, é realizado o cultivo de mais células em um laboratório. Na terceira etapa, o paciente é novamente operado e as novas células são usadas para substituir a cartilagem danificada.

 

Tratamento da Lesão da Cartilagem do Joelho

Cultura de condrócitos autólogos, já presente no Brasil há mais de 10 anos.

 

Técnicas associadas

 

Osteotomia

Dependendo da localização da lesão e do formato dos joelhos, pode ser necessário reduzir o peso no local onde se trabalhou. Por isso, tanto a osteotomia varizante, quanto a valgizante podem ser indicadas para o geno valgo (joelho em x), quanto para o geno varo (joelho do cowboy).

 

Subcondroplastia

Consagrada para condropatias mais avançadas, onde existe o edema ósseo. Pode ser utilizada em conjunto à técnica cirúrgica utilizada ou tardiamente para controle da dor.

 

Período Pós Operatório

O tempo de recuperação de uma cirurgia da cartilagem do joelho é bastante variável. Como o peso do corpo pode influenciar negativamente a cicatrização esperada, em geral, pedimos para que os pacientes utilizem 1 par de muletas com restrição total de peso de 6 a 8 semanas.

 

A fisioterapia deve ser iniciada o mais rápido possível para analgesia, ganho de flexão e extensão do joelho e minimização da atrofia muscular do membro operado. Quando possível, a hidroterapia também der ser iniciada, pois permite mobilidade precoce a ajuda a reduzir o inchaço do joelho.

 

Passado o período inicial, estimulamos que o paciente vá soltando lentamente o peso no membro e o trabalho de fisioterapia vai evoluindo para que, mais tardiamente haja ganho de força, equilíbrio e agilidade motora.

 

Tratamento da Lesão da Cartilagem do Joelho

Geralmente, o uso de muletas é recomendado no período de 6 a 8 semanas para qualquer cirurgia da cartilagem do joelho.

 

Controle da cicatrização da lesão cartilaginosa

Tratamento da Lesão da Cartilagem do Joelho

Na recém-chegada ao Brasil ressonância nuclear magnética com realce tardio por gadolínio (dGEMRIC), a cartilagem do joelho mais antiga é diferenciada da mais nova através de imagens coloridas.

 

Não existe consenso na literatura médica de qual seria o período final da cicatrização da lesão. Mas sabemos que ela costuma ser mais tardia. Por isso, geralmente entre o 6º e 8º mês, solicitamos exames de imagem de controle.

 

Recentemente, entrou no rol dos exames de imagem a ressonância nuclear magnética com realce tardio por gadolínio (dGEMRIC).  Com imagens coloridas, ela permitiria diferenciar a cartilagem do joelho mais nova e recém-formada da cartilagem mais antiga, e apesar de ainda estar em estudo, ajudaria a predizer sobre o sucesso de qualquer um dos procedimentos cirúrgicos citados.

Retorno ao Esporte

Tratamento da Lesão da Cartilagem do JoelhoA fase final da reabilitação de uma cirurgia da cartilagem e transição ao deve ser lenta, criteriosa e assistida por uma equipe multidisciplinar, onde testes funcionais e isocinéticos são utilizados como parâmetros de bom estado muscular.

 

O fortalecimento muscular deve ser realizado com um profissional de educação física capacitado, utilizando protocolos que não causem sobrecarga no joelho. Nesta fase, dor, inchaço e sensação de falseio indicam que algo não vai bem e o paciente deve ser reavaliado pelo cirurgião.

 

Continue Lendo

 

+ O que é Lesão da Cartilagem do Joelho

+ Diagnóstico da Lesão da Cartilagem do Joelho

+ Prevenção da Lesão da Cartilagem do Joelho