O que é a Lesão do Ligamento Colateral Lateral – LCL

Home > Joelho > Ligamentos > Lesão do Ligamento Colateral Lateral – LCL > O que é a Lesão do Ligamento Colateral Lateral – LCL

Lesão do Ligamento Colateral Lateral – LCL

anatomia do joelho - ligamento colateral lateralLesões do ligamento colateral lateral (LCL) são estatisticamente menos frequentes que a dos demais ligamentos do joelho, principalmente quando comparado ao Ligamento colateral medial (LCM), e ao Ligamento Cruzado anterior (LCA). Resultam do que chamamos de força em varo ao longo do joelho.

 

Uma força em varo é aplicada quando, por exemplo, um jogador esta com o pé de apoio ao solo e acaba recebendo uma entrada de um adversário na região interna do joelho.

 

Uma lesão de contato, como um golpe direto no lado interna do joelho, ou uma lesão sem contato, como um estresse de hiperextensão (quando se estica demais o joelho), pode resultar em uma força de varismo no joelho lesionando o ligamento colateral lateral (LCL).

 

Em termos de funcionalidade, o LCL tem sido frequentemente agrupado com o que chamamos de complexo póstero-lateral junto ao ligamento popliteofibular e o tendão poplíteo. Também chamamos isso de canto póstero-lateral (PLC). Veja a figura abaixo.

Anatomia – o que é o ligamento colateral lateral?

Rasgo do Ligamento Colateral LateralO LCL é um ligamento redondo que se origina próximo a uma proeminência óssea externa denominada de epicôndilo lateral, desce e se insere na cabeça da fíbula.

 

Função

 

A principal função do ligamento colateral lateral (LCL) é de resistir ao estresse varo. Isso ocorre em qualquer movimento que executamos em nosso dia a dia. Quando caminhamos e corremos, por exemplo, no momento em que nosso pé está tocando o solo e nosso peso está passando para frente, existe o que chamamos de “momento varo”. Que é quando existem forças laterais para abrir o joelho. Nesse momento, tanto o ligamento colateral lateral (LCL), quanto o trato iliotibial resistem a estas forças e dão estabilidade dinâmica ao joelho.

O LCL também atua na rotação tibial externa, junto ao Ligamento Cruzado posterior (LCP) e ao ligamento popliteofibular e o tendão poplíteo.

Causas da Lesão do Ligamento Colateral Lateral

A lesão ao ligamento colateral lateral (LCL) está ligada ao esporte. Quando ocorre em traumas de energia cinética maior como acidentes motociclisticos, por exemplo, está ligada a lesão de outros ligamentos, incluindo todos do complexo póstero-lateral e do Ligamento Cruzado Posterior (LCP). Em esportes como o futebol, fustal, handeball, rugby e lutas, um golpe direto no aspecto ântero-medial do joelho (região interna) é um mecanismo comum de sua lesão. Também pode ocorrer no ski e em modalidades aquáticas como o wake-board.

 

Em geral, o joelho está esticado (hiperextensão) no momento da lesao.

Jogador de Futebol com lesão no ligamento colateral lateral

Qual o sintoma do ligamento rompido?

a) Fase inicial

 

A gravidade da lesão e a presença de lesão associada de outros ligamentos determinará o quadro inicial do paciente, que poderá incluir:

 

  • Inchaço (quanto maior, mais grave poderá ter sido a lesão);
  • Dor na região lateral externa, podendo irradiar para a perna;
  • Incapacidade de flexionar e esticar o joelho;
  • Incapacidade de locomoção;
  • Hematoma;
  • Formigamento e perda de sensibilidade na perna e no pé: altamente sugestivo de lesão ao nervo fibular, necessitando de avaliação da neurocirurgia com urgência.

b) Fase tardia

  • Dor localizada na região lateral na região que chamamos de epicôndilo lateral;
  • Artrofia muscular da coxa;
  • Sensação de falseio lateral (quando existe lesão isolada do colateral lateral);
  • Perda de confiança no joelho nos esportes.

 

Continue lendo

 

+ Diagnóstico da Lesão do Ligamento Colateral Lateral
+ Tratamento Não Cirúrgico da Lesão do Ligamento Colateral Lateral
+ Tratamento Cirúrgico da Lesão do Ligamento Colateral Lateral
+ Prevenção da Lesão do Ligamento Colateral Lateral