fbpx
 

Descubra quais são as diferenças entre os graus de entorse de tornozelo

Descubra quais sao as diferencas entre os graus de entorse de tornozelo

Descubra quais são as diferenças entre os graus de entorse de tornozelo

Uma entorse é uma lesão muito frequente na população mundial. No tênis, por exemplo, é a principal lesão. Além disso, atinge atletas de várias outras modalidades, como o basquete, futebol e danças. No caso do tornozelo, essa é uma das lesões mais comuns e pode acontecer com qualquer pessoa, não apenas com os atletas. Compreender as diferenças entre os graus de entorse de tornozelo, então, pode ajudá-lo a reconhecer os sintomas e procurar ajuda o mais rápido possível.

Mas, antes de mais nada, vale ressaltar que a entorse do tornozelo consiste em um estiramento e/ou ruptura de um ligamento, a faixa fibrosa de tecido que une a extremidade de um osso a outro e que estabiliza e apoia as articulações do corpo. 

Quais são os graus de entorse de tornozelo?

Existem três graus de entorse de tornozelo. Os sintomas entre eles variam, mas saber qual você sofreu é fundamental para determinar as suas opções de tratamento e tempo de recuperação.

Grau 1

As entorses de tornozelo de primeiro grau são as mais leves. Na maioria dos casos, o ligamento foi alongado, mas não rompido. Como resultado, você pode sentir uma pequena dor, leve sensibilidade e alguma rigidez ou inchaço. 

Nestes casos, o tornozelo parece estável e geralmente é possível caminhar com o mínimo de dor. O gelo deve ser aplicado imediatamente para ajudar a reduzir o inchaço por 20 a 30 minutos até quatro vezes ao dia. 

O repouso é primordial, principalmente para evitar apoiar o seu peso sobre o tornozelo. Use curativos de compressão e bandagens para imobilizar e apoiar a região.

Grau 2

Esse é um dos graus de entorse de tornozelo mais comuns, sendo mais grave que a de grau 1. Geralmente, envolve uma ruptura parcial do ligamento e caracteriza-se pela dor moderada, além de inchaço, hematomas e alguma dificuldade de movimento. 

As áreas danificadas ficam sensíveis ao toque e é doloroso caminhar. Por isso, é importante seguir as mesmas orientações citadas anteriormente, como colocar gelo e repousar. Contudo, deve dar mais tempo para que a cura ocorra. Para alguns pacientes, o uso de tala ou outro dispositivo de imobilização também é recomendado.

Grau 3

As entorses de terceiro grau ocorrem quando o ligamento se rompe completamente. Este é o tipo mais grave de entorse e geralmente envolve uma dor intensa, inchaço, hematomas graves, perda de movimento e instabilidade articular. Neste grau de entorse, existe risco adicional de lesão da cartilagem do tornozelo, especialmente do osso Tálus. O tornozelo fica instável e provavelmente não é possível andar porque ele cede e há uma dor intensa.

Nestes casos, a imobilização com gesso pode ser necessária por algumas semanas. Anti-inflamatórios podem ser usados ​​para controlar a dor e a inflamação. Além disso, a cirurgia pode ser considerada em pacientes mais jovens e atleticamente ativos.

Tratamento

O tratamento depende não só do grau da lesão, mas sim da idade e nível de atividade física. Embora controverso, alguns traumatologistas do esporte indicam cirurgia de reparo (costura) do ligamento talofibular anterior rompido para um retorno mais precoce ao esporte em atletas profissionais.

Para os que praticam esporte de maneira não profissional, o protocolo envolve a imobilização por, pelo menos 15 dias, seguido de fisioterapia visando o fortalecimento e reequilíbrio muscular.

O tratamento cirúrgico fica reservado para os pacientes que sentem falseio no tornozelo, dor e com lesão cartilaginosa.

A técnica de reconstrução do ligamento talofibular anterior sofreu modificações e, hoje, é feita por técnica minimamente invasiva com apenas 03 furinhos no tornozelo.

Agende uma consulta com o Dr. Adriano Leonardi!

Se uma entorse de tornozelo não for tratada com a atenção e os cuidados necessários, podem ocorrer problemas crônicos de dor e instabilidade. Por isso, entre em contato e agende uma consulta!

E, agora que você já sabe quais são as diferenças entre os graus de entorses de tornozelo, confira abaixo um vídeo sobre essa condição e aproveite para se inscrever no canal do YouTube do Dr. Adriano Leonardi.

Dr. Adriano Leonardi
[email protected]

Dr. Adriano Leonardi possui 20 anos de experiência em Ortopedia. É Médico Ortopedista Especialista em Joelho; Mestre em Ortopedia e Traumatologia; Médico do Esporte; Membro da Diretoria da Sociedade Paulista de Medicina Desportiva; Colunista e Consultor dos Sites 'Eu Atleta' e 'Globo Esporte'. Agende sua Consulta: (11) 94754-9183

Não há comentários

Poste um Comentário

Olá!

Gostaria de receber uma ligação?